Home  >  Segurança

Cloud computing é centro das atenções do setor de segurança

São Paulo - Líderes do mercado de tecnologia reiteram que um dos pontos focais das empresas do setor é garantir a segurança da computação nas nuvens.

Rodrigo Afonso

12/05/2009 às 16h24

Foto:

Ainda não existe um modelo consolidado de comercialização e implementação de cloud computing, mas o formato já provoca muitos questionamentos nas empresas que consomem tecnologia da informação quando o assunto é segurança. Com o cenário, a computação nas nuvens já foi eleita como tema prioritário para as empresas que desenvolvem soluções de segurança.

>> Opine nos debates sobre segurança na CW Connect

Segundo Thomas Heiser, vice-presidente sênior de vendas, marketing e serviços profissionais da RSA, braço de segurança da fabricante de software para armazenamento EMC, o cloud computing já movimenta ecossistemas de empresas de tecnologia para chegar a acordos com relação a modelos de integração. “Há três semanas, a EMC, a Cisco e a Microsoft se reuniram para discutir essas questões”, afirma o executivo.

Para Thomas, grande parte da receita das empresas de segurança nos próximos anos virá do cloud computing e de modelos de virtualização e software como serviço, três elementos que estão intimamente integrados. “Nesse contexto, as aplicações de missão crítica terão especial atenção, pois serão as que provocarão a maior demanda por segurança”, diz.

>> Veja nosso especial sobre TI Verde

No mês passado, o CEO da Cisco John Chambers discursou a respeito em conferência da RSA e afirmou que cloud computing é um pesadelo de segurança e que não pode ser gerenciado da forma tradicional.

Na mesma ocasião, Ronald Rivest, um especialista do MIT (Massachusetts Institute of Technology), afirmou que segurança em ambientes cloud teria papel de destaque no trabalho realizado pelo instituto na área de cyber segurança. Na ocasião, o professor se mostrou otimista quanto ao futuro do conceito, mas afirmou que muito trabalho terá de ser feito para manter os ambientes seguros.

>> COMPUTERWORLD no Twitter

Tags

Deixe uma resposta