Home  >  Plataformas

Windows 7 chega antes do Natal; lançamento é mundial

Nova York – Microsoft informa oficialmente que lançamento ocorrerá a tempo de aproveitar época mais movimentada para o varejo.

IDG News Service

11/05/2009 às 16h18

Foto:

ATUALIZADA ÀS 18H52

A Microsoft lançará o Windows 7 oficialmente em tempo para o Natal, época tradicionalmente movimentada para o comércio, confirmou a companhia nesta segunda-feira (11/05). O lançamento é mundial.

>> Participe das discussões da CW Connect

O Windows Server 2008 R2, versão especial para servidores do sistema operacional, estará disponível sob o mesmo cronograma, revelou a empresa na abertura do TechEd 2009, que acontece em Los Angeles a partir desta segunda-feira (11/05).

Leia mais:
>> Veja aqui as novidades do Windows 7 RC
>> Podcast tira dúvidas sobre o download do Windows 7 RC
>> Conheça as respostas para as dúvidas mais frequentes sobre o sistema operacional
>> Teste do Windows 7 RC
>> 5 funcionalidades do Windows 7 para as quais as empresas devem se preparar
>> Uso do Vista facilita migração para o windows 7, diz Forrester

A Microsoft também informou que planeja divulgar um preview técnico da próxima versão do seu pacote de produtividade, Office 2010, em julho para todos os presentes do Worldwide Partner Conference (WPC) 2009, que acontece em julho, em Nova Orleans.

O diretor do grupo de produtos da Microsoft, Ward Ralston, afirma que o preview é "uma versão que sentimos ter qualidade suficiente para que os clientes possam testar com sucesso o produto e nos dar feedbacks".

A Microsoft divulgou a segunda versão de testes do Windows 7 no começo de maio, sinalizando que o prazo de lançamento do produto está no fim.

Até agora, porém, a Microsoft só vem dando pistas sobre a data de oficialização, sem citar nominalmente o dia em que o novo sistema chega aos clientes corporativos e às prateleiras do varejo.

A confirmação da companhia de que o sistema chega antes do Natal faz com que a diferença entre o Windows 7 e seu antecessor, o Windows Vista, seja de três anos, derrubando pela metade o tempo de desenvolvimento entre o Windows XP e o Vista.

>> Siga o COMPUTERWORLD no Twitter