Home  >  Plataformas

Gartner: 2009 será o ano de experiência para o cloud computing

São Paulo - Para vice-presidente de pesquisas da consultoria, ao longo dos próximos meses, companhias começarão a avaliar tecnologia.

Fabiana Monte

15/04/2009 às 7h00

Foto:

2009 será o ano das corporações experimentarem o conceito e as soluções de cloud computing, segundo análise de Daryl Plummer, vice-presidente de pesquisas da consultoria Gartner. O especialista diz que, ao longo dos próximos meses, as empresas vão focar em três pontos ligados à nuvem: entender como armazenar arquivos estáticos; testar serviços de cloud computing (como o oferecido pela Amazon, por exemplo) e tentar levar algumas aplicações para a nuvem sem ter que alterá-las.

"2008 foi o ano da descoberta do cloud computing, 2009 será o ano da experimentação e em 2012 veremos um grande crescimento dos serviços de cloud computing", avalia Plummer. O analista admite que existem inúmeras preocupações em relação à tecnologia, principalmente no que diz respeito a performance e segurança. E diz que cloud computing não é a solução ideal para todo tipo de negócio.

>> Participe das discussões da CW Connect

Plummer lembra que, quando a internet surgiu, os especialistas em segurança da informação também se mostravam reticentes em relação àquela novidade e diziam que ninguém jamais usaria o número do cartão de crédito para comprar pela web. O vice-presidente do Gartner diz que com o cloud computing a lógica é semelhante. "Em 1995, as pessoas diziam o mesmo a respeito da internet. Aguarde. Dê-me cinco anos, não mais que isso", provoca.

Para Plummer, no entanto, a tendência é que, no futuro, o modelo que vai dominar o mercado é o híbrido, com soluções na nuvem e outras seguindo a forma de funcionamento atual. "Nós não acreditamos que todos os computadores têm de estar na nuvem. As coisas arriscadas, que exigem performance, faça você mesmo", orienta.

O especialista alerta que a cloud computing traz um novo parâmetro para o mercado de tecnologia da informação, uma vez que os clientes deixam de comprar equipamento e software para adquirir somente serviços. "Ele [cloud computing] nos leva de um mundo onde compramos servidores e caixas para um mundo em que usamos serviços", analisa. "Passaremos de compradores de computadores para usuários de tecnologia", completa.

Deixe uma resposta