Home  >  Plataformas

Suporte a cloud computing é destaque no Ubuntu 9.10

admin

26/02/2009 às 9h13

Foto:

O suporte a cloud computing será uma das principais características do novo sistema operacional de código aberto Ubuntu, que será lançado em outubro. O anúncio foi feito por Mark Shuttleworth, Chief Executive Officer (CEO) da Canonical, responsável pela distribuição Linux, em um e-mail aos desenvolvedores, na sexta-feira (20/02).

>> Participe das discussões da CW Connect

A versão para servidor Ubuntu 9.10, apelidada de "Karmic Koala", vai incluir suporte ao EC2, serviço de cloud computing da Amazon Web Services, bem como um portfólio de Amazon Machine Images (AMIs) padrão para fazer com que as aplicações rodem facilmente no ambiente de nuvem, explicou Shuttleworth.

O EC2 também suporta os sistemas Windows Server 2003, OpenSolaris e uma série de distribuições Linux, incluindo Red Hat Enterprise Linux e Oracle Enterprise Linux.

A novidade do Ubuntu deve dificultar a chegada da Microsoft ao ambiente de cloud computing, com o Windows Azure, que será lançado no final do ano. O  Ubuntu pode ajudar outros rivais da Microsoft a entrarem no segmento, ou permitir que empresas façam isso por si mesmas.

Além do suporte ao EC2, o Kosmic Koala vai incorporar o Eucalyptus, uma ferramenta de código aberto que permite que as empresas criem seus ambientes de cloud computing, no estilo EC2, em seus próprios data centers. O recurso também promete melhorar a gestão do consumo de energia, permitindo que determinados servidores fiquem no modo de descanso quando não há trabalho a ser feito, bem como acelerar a atividade quando o fluxo de trabalho aumentar modificando de forma dinâmica os recursos instalados, destacou o CEO da Canonical.

A Canonical lança duas atualizações do Ubuntu por ano - em abril e em outubro - que geralmente são apelidadas com nomes aliterativos de animais, seguindo uma ordem alfabética. A versão 8.10, batizada de "Intrepid Ibex," foi lançada em outubro de 2008 buscando simplificar a configurações de conexões à internet e melhorar a interface para o usuário, especificamente em netbooks. A missão do novo Ubuntu 9.04, chamado "Jaunty Jackalope" e programado para abril deste ano, é encurtar o tempo de duração dos boots - 25 segundos em um netbook - e diminuir a divisão entre aplicações para desktop e web.

O 'Koala' também trará inovações para o desktop: Shuttleworth disse que o tempo de boot pode ser ainda mais rápido em relação ao Jaunty em um netbook, além de tornar mais atrativas as telas de boot e login. Segundo ele, o Ubuntu também contará com uma Netbook Edition, que será compatível com uma variedade maior de máquinas, tendo uma interface gráfica em telas menores.

Desenvolvedores poderão contribuir com o design do software no próximo evento Ubuntu Developer Summit, que será realizado em Barcelona, na Espanha, de 25 a 29 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *