Home  >  Acervo

Governo da Índia afirma que Satyam pode ter desviado fundos

Investigações do caso Satyam dão um reviravolta ao reportagens apontarem que recursos produzidos na empresa teriam sido desviados para outras companhias.

IDG News Service

19/01/2009 às 10h02

Foto:

O ministro de assuntos corporativos da Índia
Prem Chand Gupta disse ao Press Trust que é possível que dinheiro tenha sido
desviado da Satyam.

O fundador da Satyam B.
Ramalinga Raju renunciou ao seu posto de chairman
no início deste mês ao
confessar que tinha inflacionado os lucros da empresa durante vários anos.

No trimestre encerrado no dia 30 de
setembro, por exemplo, a Satyam reportou um faturamento de 27 bilhões de rúpias
(cerca de 570 milhões de dólares) e lucro de 6,5 bilhões de rúpias. Na verdade,
os valores corretos são receita de 21,12  bilhões de rúpias e lucros 610 milhões de rúpias,
confirmou Raju.

A confissão de Raju gerou comentários de
que os lucros da companhia teriam sido desviados para contas externas. Essas
reportagens afirmam que a confissão foi feita para tirar a atenção do desvio de
verbas.

Em reportagem no sábado (17 de janeiro), o
The New York Times afirmou que os investigadores encontraram um labirinto de
300 empresas relacionadas com Raju que foram usadas para receber cerca de 1
bilhão de dólares em dinheiro da Satyam. A reportagem cita fontes anônimas envolvidas
na investigação.

Um porta-voz da Satyam se recusou a comentar
as reportagens.

O novo
conselho executivo
da empresa, apontado pelo governo, anunciou que duas
empresas de consultoria, a KPMG e a Deloitte Touche Tohmatsu, vão auxiliar no
processo de apontar o estado real das finanças da empresa.

Deixe uma resposta