Home  >  Negócios

Receita da Dell cai 3% e fecha trimestre com 15,16 bilhões de dólares

Companhia sente impacto da desaceleração do mercado de TI; lucro registrou queda de 5% em relação ao ano passado, somando US$ 727 milhões no terceiro trimestre

IDG News Service

21/11/2008 às 9h49

Foto:

A receita e o lucro da Dell sofreram quedas no terceiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a companhia trabalha para reduzir custos diante da crise econômica e da consequente desacerelação do mercado de tecnologia.

A receita de empresa no trimestre encerrado em 31 de outubro somou 15,16 bilhões de dólares, uma queda de 3% em relação ao mesmo período do ano passado e abaixo da previsão de receita dos analistas entrevistados pela Thomson Reuters (16,2 bilhões de dólares). Os ganhos por ação ficaram em 0,37 dólar batendo as estimativas do mercado (0,32 dólar).

O lucro líquido da Dell caiu 5% em relação ao ano passado, somando 727 milhões de dólares no último trimestre.

Os negócios da Dell na área de consumo apresentaram um crescimento global de 10%, enquanto a área corporativa sofreu queda em regiões como Américas (8%) e na área que abrange Europa, Oriente Médio e África (5%), mas apresentou alta de 2% na região que engloba Ásia-Pacífico e Japão. 

As vendas de laptops da Dell se mantiveram estáveis, mas houve queda de 4% na área de servidores.

"Diante da escolha entre crescimento e lucro, ficamos com os lucros" declarou Michael Dell, Chief Executive Officer da empresa em uma conferência na quinta-feira (20/11).

A Dell está diante de um processo de corte de custos, contratando fornecedores terceirizados em algumas áreas, reduzindo o número de funcionários por meio de planos de demissões voluntárias e férias coletivas, entre outras medidas. Em abril deste ano, a empresa anunciou que pretende economizar 3 bilhões de dólares até 2011 com a redução da equipe e o uso de componentes e materiais mais baratos.

Países emergentes do BRIC - Brasil, Rússia, Índia e China - são as apostas da Dell entre as regiões onde o consumo de equipamentos ainda é crescente. No terceiro trimestre, estes países trouxeram um aumento de 20% na receita da empresa, em relação ao terceiro trimestre de 2007, e de 43% em unidades vendidas, no mesmo período.

A companhia também informou que não venderá sua divisão Financial Services, que foi colocada à venda no início do ano, argumentando que esta é uma área rentável, apesar do atual cenário econômico.

Deixe uma resposta