Home  >  Plataformas

Metade da rede de comunicação do governo de SP está indisponível

Intragov tem 12 mil linhas de comunicação fornecidas pela Telefônica Empresas. Problema foi identificado nesta quarta-feira (02/07).

Fabiana Monte

03/07/2008 às 15h12

Foto:

ATUALIZADA - 03/07/08 - ÀS 17:27

Metade dos links de acesso da Intragov, rede de comunicação do governo do estado de São Paulo, está indisponível, devido à pane da rede de transmissão da Telefônica no estado de São Paulo que acontece desde quarta-feira (02/07). A Anatel informou que está apurando o caso.

Ao todo, a rede tem 12 mil de linhas de comunicação fornecidas pela Telefônica Empresas que permitem a diversos órgãos do governo acessar sistemas informatizados, como delegacias de polícia, Poupatempo e secretarias de educação.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), o problema começou pontualmente nesta quarta-feira (02/07) e foi identificado pela própria Prodesp, que faz o monitoramento do sistema.

Segundo comunicado do órgão público, a companhia entrou em contato com a Telefônica assim que identificou o início das dificuldades técnicas, mas até o momento não recebeu qualquer informação oficial da empresa.

A assessoria de imprensa da Prodesp disse não ter estimativas do número de usuários que estão deixando de ser atendidos e qual é o prejuízo que os órgãos do governo terão. A companhia de processamento de dados informou que adotará todas as penalidades previstas em contrato, inclusive a aplicação de multas.

Oito agências do banco Itaú, três na cidade de São Paulo, estão com sistemas fora do ar. Segundo a assessoria de imprensa do banco, o tipo de serviço indisponível varia de agência para agência e em alguns casos o cliente consegue realizar a transação, mas leva um tempo médio maior.
A unidade da Polícia Federal em São Paulo estava sem acesso à internet.

O problema começou na tarde desta quarta-feira, segundo comunicado da operadora de telefonia. De acordo com a empresa, a rede afetada atende a grandes empresas privadas e órgãos da administração pública nos âmbitos federal, estadual e municipal. Usuários do serviço de banda larga da Telefônica, Speedy, também estão com problemas.

A companhia diz que mobilizou todo o seu corpo de engenheiros e técnicos, bem como especialistas dos fabricantes de equipamentos, que têm trabalhado ininterruptamente no diagnóstico e no restabelecimento dos serviços afetados.

Deixe uma resposta