Home  >  Plataformas

iPhone ainda não está pronto para as empresas, afirmam analistas

Apple anuncia funcionalidades voltadas para o uso nas empresas, mas aparelho ainda apresenta problemas que preocupam as corporações.

Infoworld

10/06/2008 às 15h56

Foto:

A promessa de fazer o novo iPhone com mais recursos para o mercado corporativo foi cumprida pela Apple. Mas, a empresa terá de resolver uma série de questões relacionadas a software e hardware antes de ver seu produto sendo adotado massivamente nas empresas.

O novo aparelho traz algumas funcionalidades que o tornam atrativo para o uso nas companhias, como conexão de dados mais rápida (3G) e GPS. Entretanto, de acordo com analistas, o celular não atende a algumas expectativas das corporações, que podem sentir falta de sistemas de gerenciamento e segurança que facilitariam sua adoção.

Na tentativa de levar o iPhone para o mercado corporativo, Steve Jobs, CEO da Apple, anunciou uma nova plataforma de software para o aparelho, que inclui um kit de desenvolvimento de aplicativos. Além disso, o dispositivo permite a sincronização com o Microsoft Exchange e suporte para acesso a redes corporativas com encriptação.

Com isso, segundo Ahmed Datoo, vice-presidente de marketing da Zenprise, que fornece sistemas de gerenciamento para ambientes de Microsoft Exchange e BlackBerry, a companhia atendeu os pedidos de muitos usuários empresariais, que vivem em função de seus smart phones.

O problema é que os aplicativos desenvolvidos por meio do kit fornecido terão de ser distribuídos via Apple Store, o que requer a instalação do iTunes no aparelho. Para Datoo, as empresas podem não quere usar o programa, que é voltado para consumidores finais.

A Apple também necessita oferecer mais ferramentas de suporte, na opinião do analista. A possibilidade de apagar dados de aparelhos perdidos ou roubados está presente, mas as capacidade de suporte remoto no novo iPhone são escassas.

Mais sobre o WWDC 2008:
> Acompanhe as novidades da Apple ao vivo
> Conheça os principais boatos da feira
> Supostas imagens do iPhone 3G vazam
> Blog: iPhone 3G será mais fino e terá GPS
> Conheça o principal rival do suposto iPhone 3G

Segundo Jack Gold, principal analista da consultoria J. Gold Associates, uma das maiores dificuldades da Apple de conseguir penetrar no mercado corporativo está no fato do iPhone ter sido criado, primariamente, para o mercado de consumo. O BlackBerry, ao contrário, já foi lançado visando as companhias.

O que as empresas procurando, de acordo com Gold, é segurança e facilidade de gerenciamento. Para o analista, a Apple não anunciou nenhuma medida que evite, por exemplo, que algum funcionário baixe pornografia em seu celular. Além disso, o aparelho gera dúvidas quanto à segurança dos dados por conta de algumas questões relacionadas a encriptação.

Uma série de problemas de hardware também inibem o uso do aparelho no ambiente corporativo. Se um aparelho apresenta defeito na bateria, por exemplo, o usuário precisa enviar o telefone defeituoso por correio e esperar até uma semana para o concerto. Para Bill Hughes, analista da In-Stat, esse problema é “difícil de engolir” para as companhias.

Mas, apesar dessas questões, Hughes acredita que a Apple deve conseguir crescer nesse mercado, dominado pela RIM, com seu BlackBerry, e pelas plataformas móveis da Microsoft.

Deixe uma resposta