Home  >  Plataformas

Spam custa 712 dólares por funcionário

Levantamento da Nucleus Research mostra que apesar dos filtros de spam, 66% dos e-mails nas caixas postais são lixo eletrônico

Flávia Yuri

11/04/2008 às 18h55

Foto:

Uma em cada três mensagens que chegam à caixa postal do usuário é spam. Esse lixo eletrônico chega a custar 712 dólares por funcionário, por ano, para as empresas. Essas conclusões são da Nucleus Research, consultoria especializada em TI e mercado financeiro.

Em um levantamento feito com 849 usuários de e-mail corporativo nos Estados Unidos, a empresa concluiu que apesar de as companhias usarem filtros de spam cada vez mais
sofisticados, o número de mensagens consideradas lixo eletrônico chega a 66%.

Como resultado desse volume, os usuários gastam 16 segundos identificando e apagando cada spam, o que representa, segundo a consultoria, um custo anual de 70 bilhões de dólares somente nos Estados Unidos.

Outros destaques do COMPUTERWORLD:
> 7 modos de negociar um contrato de software
> Cinco coisas que muito boas no Windows 2008 Server Edition
> Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar TI&Telecom abre inscrições
> Teste seus conhecimentos com um simulado em ITIL
> HP contrata 800 funcionários no Brasil

Olhando para o tráfico total de e-mail, a empresa estima que pelo menos 90% das mensagens que chegam aos servidores das companhias são lixo eletrônico. O usuário regular de e-mail corporativo recebe, em média, 21 spams por dia.

Os tipos mais comuns de spams identificados pelos participantes da pesquisa são de informações de suposto interesse pessoal, informações financeiras e ofertas de varejo.

Deixe uma resposta