Home  >  Plataformas

Novos PCs ultraportáteis da Intel terão Windows XP e Vista, além de Linux

Ultraportáteis MIDs terão, além do sistema Linux, versões com Windows XP e Vista quando começarem a chegar ao mercado, em junho.

IDG News Service

02/04/2008 às 13h48

Foto:

Os PCs ultraportáteis Mobile Internet Devices (MIDs), baseados na plataforma Atom, da Intel, usarão as versões XP e Vista do sistema operacional Windows, da Microsoft, além de Linux, afirmou a fabricante nesta terça-feira (02/04).

"A plataforma será preparada tanto com Windows XP como Windows Vista", afirmou Gary Willihnganz, diretor de marketing do grupo de ultramobilidade da Intel.

MID é o nome que a Intel deu a handhelds que usam chips Atom que deverão ser fabricados por diversas companhias, com muitos usando tela sensível a toque e keyboards em slide. Os aparelhos, que serão mostrados no Intel Developer Forum, em Xangai, são vistos por muitos usuários como uma maneira de navegar e jogar quando estão longe de seus PCs.

A Intel mostrou quatro protótipos de MIDs em Tóquio nesta quarta, sem, no entanto, divulgar detalhes sobre os aparelhos.

As máquinas incluem uma versão com Centrino Atom do já disponível UMPC da Fujitsu e um tablet Touchbook, da Panasonic, também com Atom. No evento também foram mostrados dois MIDs revelados na CES 2008, em Las Vegas: um navegador portátil com chips Clarion e um aparelho sem teclado da Toshiba.

No passado, a Intel afirmou que estes aparelhos rodariam Linux e estabeleceu um grupo, chamado Moblin.org, para desenvolver uma versão do sistema para os MIDs. Os frutos deste esforço incluem versões do Ubuntu, da Canonical, e do Asianux, enxutos para os MIDs.

Outros destaques do COMPUTERWORLD:
> 7 modos de negociar um contrato de software
> Cinco coisas que muito boas no Windows 2008 Server Edition
> Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar TI&Telecom abre inscrições
> Teste seus conhecimentos com um simulado em ITIL
> HP contrata 800 funcionários no Brasil

O suporte para Windows XP nos MIDs chega a impressionar particularmente porque a Microsoft planeja parar de vender licenças do sistema no dia 30 de junho, mais ou menos na época em que os primeiros aparelhos chegarão ao mercado.

As regras de licenças da Microsoft para o sistema deverão mudar nos próximos dias dado plano para MIDs, segundo fontes familiares com o assunto, que revelam um acordo para expandir o suporte do Windows XP em determinados produtos, como laptops educacionais e ultraportáteis.

Além do Vista e do XP, o Windows Mobile também poderá ser encontrado nos aparelhos algum dia.

Sumner Lemon, editor do IDG News Service, de Cingapura.