Home  >  Negócios

Tecnologias emergentes marginalizam área de TI

admin

20/03/2008 às 16h50

Foto:

A participação das áreas de TI nas soluções de Business Intelligence será tremendamente reduzida no futuro, na medida em que tecnologias emergentes criarem ferramentas de pesquisa e colaboração permitirem aos usuários finais e unidades de negócios construírem suas próprias aplicações analíticas. Esta é a conclusão de um estudo recentemente realizado pelo Gartner, e divulgado esta semana.

De acordo com o estudo, até 2012 o papel das áreas de TI em soluções de BI começará a diminuir. Isso porque os usuários passarão a contar com funcionalidades como visualização interativa, pesquisa integrada a BI, SaaS e arquiteturas orientadas a serviços para construir seus próprios relatórios.

“As evidências sugerem que o BI é hoje usado agressivamente por algo entre 15% e 29% dos usuários de negócios. Para que o setor prospere, os fornecedores precisam superar a visão que muitos usuários têm, de que as ferramentas de BI são difíceis de usar. Outras tecnologias, como produtividade pessoal, colaboração e pesquisa na internet estão sendo largamente adotadas tanto nos ambientes de trabalho como na vida pessoal. O BI tem a mesma oportunidade de adoção massiva, mas tem que superar sua reputação”, afirma Kurt Schlegel, diretor de pesquisa do Gartner.

Segundo o Gartner, as tecnologias emergentes vão ajudar a 80% dos usuários que hoje não utilizam aplicativos analíticos. O uso destas tecnologias fora do controle das áreas de TI tem o potencial de reduzir os problemas enfrentados pelos usuários hoje, que criam milhares de planilhas para fazer suas próprias análises. “A verdade é que a TI centralizada tem pouco poder para prevenir a adoção destas tecnologias por parte das unidades de negócios e dos usuários”, diz o estudo.

Outros destaques do COMPUTERWORLD:
> Dez previsões do Gartner para a TI até 2012
> Volta às aulas em 2008: MBA ou mestrado?
> 10 downloads gratuitos fantásticos para rede
> 7 maneiras baratas de gerenciar sua reputação online
> Confissões de um programador de Cobol

Por exemplo, impulsionada pela popularidade de aplicativos rich internet, nos próximos dois anos a tecnologia de visualização interativa será aceita pelos usuários como um front-end comum para aplicativos analíticos. A tecnologia permite que os usuários realizem tarefas típicas de BI, como filtro de dados, com apenas um clique. Como esta tecnologia tem base em displays atrativos, os usuários vão achá-la mais fácil e mais divertida de usar.

Diante da tendência, o Gartner recomenda:

- incorporar as tecnologias emergentes à arquitetura padrão de BI, já que não é possível evitar que as unidades de negócio as utilizem para criar aplicações analíticas;

startup_mouse.jpg

- comunicar claramente que indicadores de desempenho deverão ser utilizados para rodar negócios, porque estas tecnologias serão usadas para criar aplicativos analíticos independentes da arquitetura central de BI;

- desenvolver uma estratégia de governança que incorpore a potencial explosão no volume de aplicações analíticas, e incluir um inventário destas aplicações que defina claramente seus proprietários e casos de uso.

Heather Havenstein, Computerworld (EUA)

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *