Home  >  Plataformas

Microsoft e Novell abrem de laboratório de interoperabilidade

Novo acordo resulta na criação de um laboratório que vai ter o foco em virtualização entre diferentes plataformas, entre outros projetos.

IDG News Service

12/09/2007 às 12h45

Foto:

Projetos de virtualização entre diferentes plataformas é o item número um da lista de trabalhos prioritários que serão desenvolvidos nas operações do laboratório que a Microsoft e a Novell vão construir.

As companhias anunciam a abertura do laboratório nesta quarta-feira (12/09). Eles primeiramente anunciaram que fizeram um plano para o laboratório conjunto em novembro de 2006, quando formaram um controverso acordo de licenças de patentes e interoperabilidade.

Ambas empresas já começaram a trabalhar juntas em vários projetos de interoperabilidade, incluindo um em que assegura que o Windows Server 2008 da Microsoft vai rodar bem em Suse Linux Enterprise Server e que o Suse Linux vai funcionar no Server 2008 em ambientes virtualizados. A capacidade, entretanto, não estará disponível até que a Microsoft lance o servidor no próximo ano e depois divulgue sua capacidade de virtualização em 180 dias depois disso.

Leia também:
Entrevista: CEO da Novell fala sobre acordo com Microsoft
Com atraso, Novell torna públicos os termos do acordo com a Microsoft
Microsoft detalha ao governo estratégias e parceria para Linux
Red Hat: não venderemos nossa alma como a Novell
Linux infringe propriedade intelectual da Microsoft, diz CEO

O novo laboratório será localizado em Cambridge (EUA) e atualmente é composto por dois diretores e cinco engenheiros de testes. As empresas esperam admitir mais três até o final do ano, mas engenheiros das duas companhias podem remotamente acessar recursos do laboratório e contribuir com o trabalho, conforme explica Suzanne Forsberg, co-diretora do laboratório pela Novell. Ela divide as responsabilidades da direção com Tom Hanrahan, diretor de interoperabilidade Linux da Microsoft.

Além do projeto de virtualização, os engenheiros também vão trabalhar no formato de documentos que traduzam capacidades que vão permitir o compartilhamento de vários padrões de documentos, como o Open XML e o OpenOffice.

O objetivo original do acordo entre as empresas era assegurar que os sistemas operacionais das companhias funcionassem melhor em ambientes onde eles co-existem. O laboratório terá 80 servidores para que os engenheiros testem como seus desenvolvimentos vão operar em ambientes similares em data centers corporativos.

Xandros e Linspire também estruturaram parcerias com a Microsoft, num modelo similar ao da Novel. A Red Hat e outros fabricantes Linux, no entanto, disseram que não estão interessados em parcerias com a empresa de Bill Gates.

Deixe uma resposta