Home  >  Segurança

Sites de leilão são alvo favorito dos crimes na Internet

Operações de leilão online representaram 87% dos crimes eletrônicos na Internet, em 2000, nos Estados Unidos, de acordo com uma avaliação da norte-americana eMarketer. Média de prejuízos por usuários afetados é de US$ 600.

Infoworld

10/01/2001 às 17h54

Foto:

A maioria dos crimes eletrônicos cometidos no ano passado nos Estados Unidos estavam relacionados a sites de leilão e afetaram pessoas entre 20 e 40 anos, de acordo com um estudo divulgado pela eMarketer.com, empresa de pesquisas de mercado baseada em Nova Iorque.

No estudo intitulado "The ePrivacy and Secutiry Report", a eMarketer consolida informações do FBI (Federal Bureau of Investigation), da Comissão Federal de Comércio (FTC - Federal Trade Comission) dos Estados Unidos e da IBM, bem como de institutos de análise como o Forrester Research e a Jupiter Communications.

Dada a popularidade de Web sites de leilões como o eBay, que atrai 16 milhões de usuários por mês, não é surpreendente que 87% das fraudes online estejam relacionadas a estas operações, conforme avalia Rob Janes, analista da eMarketer. A média de prejuízos por vítima das fraudes na Internet foi alta: US$ 600.

De acordo com Janes, outro fator de grande risco na Web é o acesso por parte de crianças a sites que oferecem produtos e serviços em troca de informações, geralmente, dos pais destes pequenos internautas. O analista refere-se à pesquisa da Annenberg Public Policy Center que descobriu que 75% das crianças entrevistadas em uma enquete, no ano passado, afirmaram que enviariam dos pessoais via Web para receber presentes.

As estimativas da eMarketer mostram que este ano o número de usuários de Internet com média de idade a partir 14 anos atingirá 46% da população norte-americana, sendo que em 2000, representou 40%.