Home  >  Segurança

Pneus especiais para a e-rodovia

Pirelli inaugura iniciativa e-business nas frentes B2B e B2C sem desprezar a força do canal de distribuição. No varejo, serão vendidos apenas os produtos top de linha.

Fábio Barros

05/01/2001 às 18h18

Foto:

Comprar pneus sem sair de casa. Graças a uma iniciativa anunciada pela Pirelli no início do mês, isso também é possível. A empresa acaba de se lançar na era do e-business em duas frentes: a Loja Virtual Pirelli, voltada aos usuários finais, e a Rede de Relacionamento, que vai integrar revendedores e grandes clientes (frotistas).

Por se tratar do mercado de maior volume da empresa em todo o mundo, o Brasil foi o primeiro a receber o site B2C, enquanto o B2B foi lançado simultaneamente aqui e na Europa. Em todo o mundo, foram investidos US$ 5 milhões na iniciativa, sendo US$ 1 milhão somente no Brasil, onde o projeto foi desenvolvido em quatro meses.

“A iniciativa B2B é a mais importante para nós, porque abrange a totalidade das vendas junto aos grandes clientes”, explica José Luis Liberato, diretor de Marketing e Revendas para a América Latina. O site www.

pirellinet.com.br vai integrar revendas e frotistas ao SAP R/3 da empresa, fornecendo informações sobre pedidos.
O objetivo da iniciativa, que consumiu 40% dos investimentos, é reduzir os custos dos clientes com a possibilidade de maior agilidade e estoques menores. Pelas previsões da Pirelli Brasil, até o final do ano que vem, 80% das vendas a frotas deverão ser feitas via Internet.

Usuário final

Já o público doméstico, passa a dispor de uma loja virtual dentro do site www.pirelli.
com.br. “Não se trata de um B2C clássico, porque vamos continuar utilizando nossas revendas”, adianta Liberato. Além disso, serão comercializados apenas os chamados pneus de alta performance, ou top de linha. A meta, aqui, é concentrar na Web 10% das vendas do segmento.

O modelo adotado pela Pirelli vai permitir que o usuário escolha o pneu e faça o pagamento com cartão de crédito. “A partir daí, o sistema vai indicar quais revendas têm o produto em estoque. O consumidor escolhe o local e agenda o dia em que os pneus serão colocados em seu carro”, diz Liberato.

Os sistemas utilizados pelos dois sites foram desenvolvidos internamente, sob a coordenação do Centro Técnico de Milão. Mário Sérgio Moreira, diretor de TI da Pirelli para a América Latina, afirma que o parque de hardware montado para suportar as operações ficará hospedado na própria empresa.

O objetivo é que, futuramente, todo o ciclo seja administrado online, desde a compra da matéria prima ao marketing, da pesquisa e desenvolvimento ao design e da produção à logística”, diz Giorgio Della Seta, presidente da Pirelli para a América Latina.


Pirelli virtual

  • US$ 5 milhões na iniciativa, sendo US$ 1 milhão no Brasil
  • o site www.pirellinet.com.br vai integrar revendas e frotistas ao SAP R/3
  • o projeto foi desenvolvido em quatro meses no Brasil

    |Computerworld - Edição 334 - 18/12/2000|