Home  >  Plataformas

Wireless corporativo: vale a pena?

<img src="http://www.computerworld.com.br/imagens/artigo.gif" alt="" border="0" align="left">

Com as vantagens inerentes a este novo sistema, o que será mais natural é a mescla de uma estrutura de cabeamento tradicional, com um crescente uso do wireless. Por José Valter T. de Castro

admin

02/01/2001 às 20h17

Foto:

As novas tecnologias de redes sofrem o impacto da transmissão dos dados, usualmente feita por cabos, seja de cobre ou fibra óptica. Esta estrutura sempre criou uma espécie de “cordão umbilical” entre os equipamentos de geração e distribuição das informações (servidores, switches, roteadores, etc.) e os consumidores das informações (tipicamente as estações de trabalho).

Na verdade, o meio físico viabiliza e, ao mesmo tempo, limita a expansão das redes, visto que toda a estrutura de dados depende do alcance da malha física. A saída mais lógica passa a ser uma estrutura independente de cabos, ou seja: wireless.

Os obstáculos sempre foram a velocidade, que raramente ultrapassa 2 Mbits (nas melhores condições), e a segurança, pois sempre foi questionado o fato de scanners poderem, ao menos em hipótese, captar as ondas emitidas pelos equipamentos wireless. Esses entraves foram superados recentemente, com a encriptação de 128 bits, em velocidade de máquina (wirespeed), praticamente indestrutível.

O obstáculo da velocidade também foi superado com os atuais 11 Mbits e, em 18 meses, a velocidade será de 54 Mbits. O wireless hoje é decididamente a melhor opção para instalações que:

  • tenham alterações de lay out freqüentes
  • tenham impedimento físico para passagem de cabos (ruas, pátios de manobra, carga e descarga, etc.)
  • exijam mobilidade dos usuários
  • necessitem de velocidade em sua montagem

    Em qualquer destes casos a implantação do wireless pode viabilizar ou economizar grandes somas de dinheiro.

    É só comparar. Se o investimento em uma estrutura de cabeamento tradicional é feito para 8 anos, quantas mudanças de lay out serão feitas neste período? Assim, com as vantagens inerentes a este novo sistema, o que será mais natural é a mescla dos dois tipos, com um crescente uso do wireless.

    linguagem de programação C

    Hoje, empresas como Enterasys, Avaya e 3Com estão apresentando produtos muito interessantes no mercado mundial.


    Vantagens sem fio

  • Implementação rápida.
    Não há qualquer infra-estrutura, com exceção de alimentação apenas da base

  • Independe do tráfego. Não existe interrupção da malha
  • Investimento inicial mais alto que o cabeamento físico e nenhum custo para remanejamento
  • Não existe custo adicional, apenas a placa de rádio
  • Total mobilidade do usuário
  • Instalação imediata e não há qualquer perda de investimento
  • A encriptação impede o acesso aos dados

    José Valter T. de Castro é sócio-diretor da TDec Network Group

    |Computerworld - Edição 334 - 18/12/2000|