Especial - IT LEADERS > IT Leaders 2016

No destaque Grupos, iniciativa Xeque-Mate dá prêmio ao CIO Diogo Martins

Plataforma multinegócios para o setor de agrobusiness integra soluções de cloud, computação cognitiva, mobilidade, social e big data

17 de Novembro de 2016 - 23h40

A transformação digital se materializa nas estruturas da Algar. A holding tem forte inclinação para impulsionar as companhias que compõem o grupo rumo a uma maior eficiência e pretende fazer isso adotando tecnologias alinhadas ao conceito de digitalização.

Nos últimos meses, o departamento de TI conduziu um projeto para criar uma plataforma multinegócios para o segmento de agrobusiness. A iniciativa, batizada de Xeque-Mate, considerou soluções de cognição, Cloud, mobile e social. A integração dessas ferramentas visou à alavancagem de um ambiente colaborativo e de Big Data.

A iniciativa considerou revisão e otimização de processos e budget, permeando diversas áreas do segmento de agronegócio do grupo, como trading, riscos, execução internacional, retaguarda, logística, industrial e automação. O esforço teve um investimento de cerca de 1,5% do faturamento anual bruto da companhia.

“Esse projeto veio para, de fato, fomentar uma transformação digital na Algar Agro”, sintetiza o CIO da holding, Diogo Henrique Martins, citando que as tecnologias entraram para dar mais integração entre plataformas e proporcionar maior agilidade na tomada de decisão.

FINALISTAS

Cristiane Gomes
Grupo CCR
CIO

Projeto de maior destaque: Em linha com a estratégia de internacionalização, o Grupo CCR adquiriu uma empresa de operações aeroportuárias com atuação em nove dos maiores aeroportos nos EUA. O movimento desencadeou a necessidade de internacionalizar a operação de TI, tornando-a global, em vez de local.

Visão de inovação corporativa: O Grupo CCR se engaja na criação de rodovias inteligentes. Por meio de recursos de IoT, começa a atuar de maneira mais proativa para dar uma melhor experiência aos clientes.

 

Fabiano Chaves Murta
Grupo Orguel
CIO

Projeto de maior destaque: Consolidação de oito empresas do grupo em duas, direcionadas a fabricação e locação de equipamentos para construção. A fusão de operações reduziu duplicidades e demandou integração de sistemas. O grupo aproveitou o movimento para reformular todo o ambiente de TI.

Visão de inovação corporativa: Em paralelo, a companhia começou a usar ferramentas de análise de dados para gerar indicadores de negócio.  O próximo passo é alavancar automação e inteligência nos processos para potencializar iniciativas comerciais.