Tecnologia > Sistemas Operacionais

Windows 7 ocupa 52,8% dos PCs e sinaliza transição lenta para Windows 10

O número de computadores com Windows 7 se mantém constante nos últimos 8 meses, segundo dados da Net Applications

02 de Março de 2017 - 01h05

O declínio do Windows 7, resultado direto da migração dos usuários para o Windows 10, o novo sistema operacional de PCs da Microsoft, estacionou e, segundo a empresa de análises de mercado Net Applications, a base instalada se mantém a mesma há oito meses.

Segundo dados publicados nesta quarta-feira (01/03), a base mundial de computadores pessoais com Windows 7 teria na verdade subido 1,2 pontos percentuais no mês passado, representando 52,8%, a maior marca desde junho de 2016, de todos os computadores Windows no mundo. Durante o mesmo período, a participação do Windows 10 aumentou apenas 2 pontos percentuais.

Nos primeiros 12 meses após o lançamento do Windows 10, em meados de 2015, a base instalada de Windows 7 encolheu 13,7 pontos percentuais, sinalizando migração ativa para o novo sistema operacional. No entanto, a migração parou e a base instalada ficou estacionária desde meados de 2016, quando a Microsoft encerrou a atualização gratuita do sistema operacional. 

O suporte ao Windows 7 encerra em janeiro de 2020, em menos de três anos. E, embora os analistas do setor afirmem que os usuários corporativos estão com planos mais acelerados de trocar o Windows 7 pelo 10, há pouca evidência disso nos números da Net Applications.

Se compararmos com o comportamento de migração do velho Windows XP com o que está acontecendo agora com o o Windows 7, pode ser que as notícias não sejam tão ruins assim. Há seis anos, quando faltavam exatamente três anos para sua aposentadoria, o XP detinha 59,1% da base total de máquinas Windows, 6 pontos acima dos números do Windows 7 atuais.

Quando o suporte oficial do Windows XP terminou, em abril de 2014, 29% de todos os computadores pessoais Window no mundo ainda o usavam. Se assumirmos o mesmo ritmo para o Windows 7, quando a Microsoft desligar o suporte oficial em três anos, ele ainda estará em quase um em cada quatro PCs Windows.