Gestão > MDM

VMware firma parceria com Google para gerenciar dispositivos Chrome a partir da nuvem

Acordo foi feito por meio da AirWatch, subsidiária da VMware especializada em software de MDM, que fará o gerenciamento de todos os dispositivos de empresas a partir da nuvem

25 de Agosto de 2017 - 16h12

A VMware, fornecedora de software de virtualização, infraestrutura em nuvem e soluções de mobilidade corporativa, firmou parceria com o Google, por meio de sua subsidiária AirWatch, fabricante de software de gerenciamento de dispositivos móveis (MDM), adquirida em 2014 por US$ 1,54 bilhão. A plataforma de mobilidade corporativa VMware Air Watch Unified Endpoint Management (UEM) será responsável pelo gerenciamento de todos os dispositivos Chrome de uma empresa a partir da nuvem.

Assim, por meio do portal de nuvem da VMware Workspace ONE, os administradores de TI poderão gerenciar dispositivos Chrome e todos os outros endpoints a partir de um único console e realizar uma série de tarefas, incluindo o gerenciamento completo de dispositivos, o gerenciamento em nível de aplicativo para BYOD (uso pelos funcionários de seus próprios dispositivos) e até mesmo em casos de uso em linha de negócios, como dispositivos compartilhados ou de quiosque. Além disso, poderão fazer o provisionamento de hardware, auditoria e rastreamento de dispositivos, bem como terão como garantir o acesso a catálogos personalizados de aplicativos empresariais.

Com os novos recursos da Chrome Enterprise License, as empresas também poderão controlar as políticas para dispositivos usando uma assinatura personalizável de grupos com base na localização geográfica, na plataforma do dispositivo, no departamento e na função desempenhada pelo funcionário. O objetivo é simplificar a aplicação de políticas de uso em uma empresa, disse a VMware.

"A chamada consumerização da TI fez com muitas empresas relegassem o gerenciamento de vários sistemas operacionais em uma variedade de dispositivos, alguns fornecidos pela própria organização e outros trazidos pelos funcionários", disse Sumit Dhawan, gerente geral de computação para usuário final da VMware. "Como o Chrome OS continua a ganhar impulso, nossos clientes estão ansiosos para gerenciar esses dispositivos de forma consistente, juntamente com todos os outros endpoints, incluindo dispositivos móveis."

O executivo acrescenta que, por meio do portal de nuvem Workspace ONE, os usuários do VMware AirWatch também poderão gerenciar de forma segura o ciclo de vida dos Chromebooks.

Em março, a AirWatch já havia firmado uma parceria com o Google destinada a acelerar a adoção dos Chromebooks, por meio do aumentando do acesso a aplicativos de dispositivos através do Workspace ONE. Essa colaboração permitiu uma autenticação segura em apenas um clique, bem como o gerenciamento de aplicativos — nuvem, web e virtual — para empresas que usam Chromebooks.

O movimento da VMware para habilitar a UEM revela uma tendência maior à medida que o mercado de software de gerenciamento de dispositivos móveis se consolida rapidamente. Como resultado, as ferramentas para provisionamento, configuração e segurança de dispositivos móveis estão sendo incluídas em conjuntos de produtos maiores.

"Eu acredito que a VMware é a primeiro a oferecer o UEM para Chrome. Sem dúvida, outros fornecedores de MDM continuarão", disse Jack Gold, analista chefe da J. Gold Associates. "A questão é que, em certos mercados, como educação e varejo, os Chromebooks estão fazendo avanços significativos. Por causa de seu baixo custo e expansão da nuvem. Então, o fornecedor de MDM para esses mercados precisa oferecer o Chrome se quiser realmente ter uma plataforma de gerenciamento de endpoints unificada", finalizou.

O Google já oferece algumas ferramentas de gerenciamento para o Chrome, mas não no nível dos fornecedores de MDM. O desenvolvimento de conjuntos MDM feito por fornecedores estabelecidos, como VMWare, IBM, SAP, Citrix e outros, significa que os fabricantes de software para gerenciamento de dispositivos móveis podem não sobreviver.

Por exemplo, o Windows 10 da Microsoft forçou as empresas a repensar a forma como o MDM é tratado em ambientes corporativos. Através do seu serviço em nuvem InTune, o Windows 10 oferece uma abordagem de gerenciamento de endpoints a qual permite que as empresas implementem e configurem PCs e outros dispositivos Windows usando as chamadas abordagens de "gerenciamento moderno", que incluem APIs de controles e gerenciamento de dispositivos móveis.

"As ferramentas do gerenciamento de endpoints estão se tornando cada vez mais avançadas e podem gerenciar uma variedade de dispositivos móveis e PCs, por meio de uma única plataforma", disse Phil Hockmuth, diretor de programas da pesquisa Enterprise Mobility da IDC. "Alguns fornecedores estão mais próximos do que outros em termos de um conjunto completo de recursos e têm o mais amplo conjunto de dispositivos suportados." "A maioria das ferramentas desses fornecedores pode gerenciar o Windows 10 igualmente bem em um nível básico, pois todos eles acessam um conjunto comum de APIs de gerenciamento no sistema operacional para gerenciamento baseado em MDM", completa.

Fornecedores como VMware, MobileIron, BlackBerry e outros estão começando a adicionar recursos para proteger e gerenciar o Windows e outros tipos de endpoints, como Chromebooks e dispositivos de IoT.

Segundo as empresas, o gerenciamento de dispositivos Chrome por meio do Workspace ONE estará disponível em setembro.