Cloud Computing > Cloud Híbrida

Veritas reforça gestão de dados na nuvem e expande parceria com Microsoft

Empresa anunciou uma série de novos recursos de gerenciamento de dados 360 para a plataforma Azure, da Microsoft. Objetivo é simplificar a migração da carga de trabalho para ambientes de nuvem

20 de Setembro de 2017 - 16h40

Como parte da estratégia de oferecer aos clientes mais autonomia, performance e segurança no gerenciamento de dados na nuvem, a Veritas Technologies anunciou nesta terça-feira uma série de novos recursos de gerenciamento de dados 360 para a plataforma Azure, da Microsoft. O objetivo, segundo a empresa, é oferecer aos clientes mais uma opção de escolha e simplificar a migração da carga de trabalho para ambientes de nuvem híbridos e públicos.

Assim como com os demais parceiros de nuvem da Veritas, a ideia com a expansão do acordo com a Microsoft é ampliar o portfólio é permitir que os clientes possam aliar a flexibilidade e agilidade oferecidas pelo Azure com as capacidades de gerenciamento de dados da companhia, de maneira a possibilitar a redução de custos e simplificar a migração da carga de trabalho.

“Ter uma única plataforma para produzir valor real a partir de dados não é apenas mais um produto de tecnologia”, ressaltou Bill Coleman, CEO da Veritas Technologies, na abertura do Veritas Vision, conferência anual da companhia realizada em Las Vegas, nos EUA, nesta semana. Trata-se, segundo ele, de uma plataforma por meio da qual “as empresas podem acessar dados e informações de forma rápida e fácil para informar as decisões de negócios”.

Coleman observou que, no entanto, alguma unificação de peças no nível do usuário final ainda é necessária no mundo da nuvem. A maioria das empresas está usando várias nuvens e aplicativos de software como serviço. É por isso que o conjunto de gerenciamento de dados da Veritas 360 é agnóstico de infraestrutura”, enfatizou. O pacote pode ser usado também em todas as grandes nuvens públicas, como Amazon Web Services, Google Cloud Platform e IBM, com as quais a Veritas mantém parceria.

Empresa amiga dos provedores

Esta, por sinal, foi a tônica de todos os keynotes da Veritas durante o evento. Mike Palmer, chief product officer (CPO) da companhia, disse que a "empresa quer ser amiga de todos os provedores de nuvem, e por isso está ampliando os recursos para gestão de dados em ambientes multicloud. “O Azure é a primeira provedora de cloud a oferecer 100% dos recursos do 360 Data Management, plataforma que reúne todos os produtos da Veritas”, ressaltou ele. Palmer justifica a escolha da Microsoft em razão da evolução da parceria estratégica que ambas as empresas mantêm e com a rápida adoção de nuvens híbridas e públicas.

O anúncio inclui novas integrações de tecnologia para garantia da continuidade dos negócios e a disponibilidade de recuperação de desastres. Segundo a Veritas, os novos recursos possibilitam a otimização do armazenamento em nuvem híbrida e aumentam a capacidade dos clientes de visualizar dados em fontes diferentes.

Entre as integrações que já estão disponíveis estão a Veritas Resiliency Platform (VRP), para monitoramento de aplicativos de várias camadas de e para o Azure; e o Vertitas Acces, que possibilita a migração de dados legados para a nuvem.

Segundo Palmer, as pequenas, médias e grandes empresas também podem aproveitar uma série de outras ofertas de gerenciamento de dados da Veritas para aprimorar suas experiências no Azure, tais como o Veritas NetBackup, solução unificada de proteção de dados, o Veritas NetBackup 8.1, que estará disponível ainda neste trimestre; o Veritas Backup Exec, plataforma e console para ambientes virtuais, físicos e em nuvem.

O NetBackup 8.1 inclui o NetBackup Parallel Streaming, uma nova capacidade de proteção de dados para cargas de trabalho e aplicativos de próxima geração sob demanda, baseados em nuvem e escala, como aplicativos como NoSQL, Hadoop e Cassandra. "[Estes são exemplos de] como a Veritas está expandindo a proteção de dados empresariais em novos ambientes de carga de trabalho", disse Palmer.

A Veritas também expandiu sua tecnologia de mapa de informações para visualização dos dados armazenados no Microsoft Azure. Por meio dele é possível obter uma imagem em tempo real dos dados não estruturados armazenados no Azure Blob Storage e Microsoft Azure File Storage. Ele pode ser comprado como parte do conjunto Veritas 360 Data Management ou como um produto autônomo.

Palmer salientou que uma maior visibilidade proporcionará aos clientes a capacidade de usar motores de classificação automatizados para mover e unir automaticamente dados entre infraestruturas locais e de nuvem e fornecer governança para tais dados.

O novo Information Map tem mais de 20 novos conectores que permitem que o Veritas Backup Exec, Veritas Enterprise Vault e Veritas Access se integrem rapidamente com aplicativos da Microsoft como Azure Storage, OneDrive for Business, SQL Server, Office 365 e Exchange, bem como para o Google Drive e Google Cloud Storage, e banco de dados Oracle. “As conexões são tratadas pela nova central de conexões do Information Map”, disse Palmer.

*O jornalista viajou aos EUA a convite da empresa.