Tecnologia > Tablets

Vendas de tablets caem 32% no Brasil em 2016, aponta IDC

Mercado brasileiro de tablets fecha o segundo ano seguido em baixa após vender cerca de 4 milhões de dispositivos em 2016

10 de Março de 2017 - 18h29

As vendas de tablets caíram pelo segundo ano consecutivo no Brasil, segundo novo estudo da consultoria IDC. 

Em 2016, foram vendidos cerca de 4 milhões de aparelhos do tipo, número 32% menor do que o registrado no ano anterior, quando foram comercializados 5,8 milhões de dispositivos, uma queda de 38% em comparação com 2014.

Além de ter caído significativamente no ano, as vendas de tablets no Brasil estacionaram no custo, já que os produtos comercializados em 2016 ficaram numa faixa de preço apenas 3% maior do que em 2015 – 512 reais, na média, contra 500 reais.

O quarto trimestre de 2016 registrou um total de 1,2 milhão de tablets vendidos no mercado brasileiro, número 17% maior do que no trimestre anterior e 11% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior.

Para 2017, as expectativas não são lá muito boas, mas pelo menos deveremos ter uma queda menor nas vendas. O IDC Brasil estima que o mercado de tablets alcance a marca de 3,7 milhões de tablets vendidos neste ano, 7% a menos do que em 2016.