Tecnologia > Pesquisas de Mercado

Veículos compartilhados serão responsáveis por um terço do tráfego até 2030

Estudo da PwC aponta também que, em doze anos, mais da metade dos veículos produzidos na Europa serão elétricos

17 de Janeiro de 2018 - 11h32

Veículos compartilhados serão um terço do tráfego até 2030. Ou seja, um a cada três quilômetros em todo o mundo serão rodados por carros compartilhados, segundo estudo da PwC, que mostra também um cenário de aumento significativo do uso de carros autônomos e elétricos.

O tráfego de veículos deve crescer. Na Europa e EUA, a expectativa é um acréscimo de 23% e 24%, respectivamente, na quilometragem média percorrida por cada indivíduo. Já para a China, a expansão esperada é de 183% nos quilômetros rodados individualmente.

No levantamento “Five trends transforming the Automotive Industry”, estudo global da PwC sobre as perspectivas para a indústria automobilística, foram diagnosticadas cinco tendências para o setor resumidas no acrônimo “eascy”: electrified (eletrificado), autonomous (autônomo), shared (compartilhado), connected (conectado) e yearly updated (atualizado anualmente).

O compartilhamento de veículos será combinado com o avanço dos carros elétricos e autônomos. Para 2030, 55% dos veículos produzidos no continente europeu devem ser elétricos.

Marcelo Cioffi, sócio da PwC Brasil, comenta que o estudo mostra que o aumento do tráfego se dará não apenas com o crescimento da população, mas também por que os veículos autônomos compartilhados poderão ser usados por pessoas que hoje não têm acesso ou não podem conduzir um veículo. "Devemos pensar também que esses carros poderão viajar entre um ponto A e B e, no trajeto, coletar novos passageiros além de gerar novas receitas para os operadores", prevê.