Você está vendo o preview de um conteúdo premium Torne-se um Insider para ler o artigo inteiro.
Tecnologia > Desenvolvimento/Programação, Gestão de Projetos

Um mergulho nos detalhes do DevOps

A ideia central por trás do conceito é colocar os times de desenvolvimento e operações trabalhando juntos, sob uma mesma cultura, práticas, ferramentas e linguagens

22 de Junho de 2015 - 11h14

A ideia central por trás do conceito é colocar os times de desenvolvimento e operações trabalhando juntos, sob uma mesma cultura, práticas, ferramentas e linguagens

Busque pela definição de DevOps e você provavelmente encontrará relação com uma coleção de outras buzzwords como “agilidade”, “administração de sistemas” e “lean”, que na verdade não te dizem nada. A proposta desse texto é trazer uma conceituação um pouquinho melhor do que esse apanhado retornado nas ferramentas de busca – fora isso, já temos publicado bastante coisa sobre o tema aqui, aqui, aqui e aqui.

A ideia central por trás do DevOps é colocar os times de desenvolvimento e operações trabalhando juntos, sob uma mesma cultura, práticas, ferramentas e linguagens. Isso talvez soe óbvio, mas pense por um instante sobre como isso tradicionalmente é feito.

O time de operações é responsável por manter as coisas funcionando, garantindo confiança e alta disponibilidade. A forma mais simples de garantir isso, é prevenindo mudanças nos ambientes. O trabalho dos desenvolvedores é justamente o contrário, criar mudanças. Desde o início, os motivadores destas duas áreas sempre foram desalinhados. Os primórdios do movimento DevOps está ligado à ideia de derrubar os muros que historicamente sempre separaram estas duas equipes.