Internet > APPs

Uber é banido da Itália em decisão polêmica da Justiça

Proibição no país aconteceu após um juiz decidir a favor de associações de taxistas que acusam o app americano de concorrência desleal

10 de Abril de 2017 - 12h21

Em uma decisão polêmica, um juiz de Roma decidiu barrar a operação do Uber em toda a Itália na última sexta-feira, 7. Segundo a agência de notícias Reuters, o banimento do Uber no país aconteceu após o juiz decidir a favor de associações de taxistas que acusam o app americano de concorrência desleal.

“Estamos chocados. Vamos apelar essa decisão que é baseada em uma leis de 25 anos atrás. Agora o governo não pode mais desperdiçar tempo e precisa decidir se quer ficar preso ao passado, protegendo lucros privilegiados, ou se irá permitir que os italianos possam se beneficiar de novas tecnologias”, afirmou o Uber em um comunicado sobre a polêmica decisão.

Já os advogados das associações de táxi da Itália comemoraram bastante. “Essa é a quarta decisão de um juiz italiano que determina a concorrência desleal do Uber”, afirmaram em uma nota sobre o assunto.

O Uber agora tem prazo de dez dias (contados a partir de 7/4) para apelar ou parar de operar na Itália caso não faça nenhuma das duas coisas, terá de pegar uma multa diária de US$ 10,6 mil para operar no país.