Internet > Mídias Sociais

Twitter barra anúncios da Kaspersky Lab

Proibição é parte da polêmica envolvendo a empresa russa com o governo dos EUA

23 de Abril de 2018 - 11h50

O Twitter proibiu anúncios da empresa russa de cibersegurança Kaspersky Lab, alegando que o modelo de negócios da companhia entra em conflito com as regras de publicidade da rede social.

A justificativa é a polêmica envolvendo o governo dos EUA, que acusa a Kaspersky de laços com agências de inteligência russas, usando seus software ppara permitir a espionagem russa, o que levou o governo Trump a proibir seus produtos nas redes do governo dos EUA.

A Kaspersky Lab nega veementemente as alegações, dizendo que abrirá seu código para inspeção, de modo que os especialistas possam procurar vulnerabilidades em seus produtos. A empresa também já pediu a um tribunal federal dos EUA que anule a proibição dos EUA.

Eugene Kaspersky disse em seu blog que ficou surpreso com a proibição do Twitter e pediu à empresa para reconsidera a decisão.

“Não violamos nenhuma regra escrita —ou não— e nosso modelo de negócios é simplesmente o mesmo modelo de negócios usado em toda a indústria de segurança cibernética: fornecemos produtos e serviços aos usuários e eles nos pagam por eles”, disse Kaspersky.

Ainda, a empresa diz que o Twitter era a única empresa de mídia social a proibir seus anúncios.