Fabricantes anunciam aparelhos 8K durante a CES 2018, mas ainda não é hora de ficar animado, já que não há conteúdos disponíveis

12 de Janeiro de 2018 - 10h45

A Samsung e a LG estão falando sobre 8K durante a CES 2018, nesta semana em Las Vegas, mas ainda não é hora de ficar animado demais com a nova tecnologia.

A maioria das salas de estar não possui nem TVs 4K e as que possuem ainda sentem falta de conteúdos, com exceção de alguns filmes, eventos esportivos e os mesmos videoclipes da Nasa e documentários. Sim, a Netflix e Amazon possuem uma biblioteca forte de programação original em 4K, mas o fato é que a TV a cabo tradicional ainda manda no segmento televisivo.

Então como a TV 8K está se tornando algo tão falado?

Parte da razão disso estão está no Japão, onde a principal rede pública do país, a NHK, já iniciou transmissões testes em 8K via satélite. Um serviço completo deve chegar em dezembro e, em preparação para isso, as fabricantes estão desenvolvendo televisores com a tecnologia.

Nos EUA, ainda não há nada de 8K no horizonte, mas o mercado é tão competitivo que as fabricantes estão em busca de qualquer coisa que possa lhes dar uma vantagem contra os rivais. E aí entra o 8K.

Os primeiros aparelhos certamente virão com alarde, mas não espere qualquer conteúdo

Durante evento em Las Vegas no domingo, 7/1, a Samsung mostrou uma das suas novas telas 8K ao lado de um display 4K. O objetivo era demonstrar a engine de upscale – o que pareceu funcionar bem, mas destacou a experiência que os consumidores podem esperar: conteúdo refinado, mas pouca coisa ou quase nada em 8K nativo.

Se você está pensando em uma prova futura, então o 8K provavelmente chegará em algum momento. Mas não aposte que essas novas TVs serão compatíveis com serviços futuros sem uma set-top box.

Quando chegar, o 8K promete melhorar o conteúdo 4K atual. No Japão, o sinal 8K inclui informações de cor HDR e áudio com 22.2 canais.

A NHK foi a primeira no mundo com transmissões regulares em alta-definição, começando com transmissões via satélite em 1989, e iniciou pesquisas sobre TV 8K por volta de 2000. A empresa vem construindo uma biblioteca consistente de gravações em 8K e planeja transmitir os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020 em 8K.