TI na Prática > Colaboração

TV Globo realiza 6 mil videoconferências mensais

Plataforma de videocolaboração levou facilidade de comunicação e produtividade para equipes da emissora

22 de Março de 2018 - 19h02

Há mais de dez anos, o Jornalismo da TV Globo inseriu a vídeo colaboração no seu dia a dia. A necessidade de tornar mais dinâmicas as reuniões de pauta dos telejornais, entre as redações da matriz no Rio de Janeiro, São Paulo e as regionais em Brasília, Belo Horizonte e Recife, foi atendida ao agregar vídeo nas conferências que antes eram somente via áudio.

Disponibilizar videoconferência para as equipes das redações tornou a experiência das reuniões muito mais rica e, ao longo desse período, a demanda pelo recurso foi crescendo de forma exponencial na emissora com a expansão da plataforma um trabalho mais colaborativo.

Mas, as demandas dos usuários e a evolução tecnológica caminham juntas, e no primeiro trimestre de 2017, a solução de videoconferência existente foi substituída por uma plataforma moderna, inovadora e colaborativa da Polycom para atender a um grande projeto da emissora de ter uma infraestrutura de vídeo colaboração totalmente integrada ao seu ambiente Microsoft. “A videoconferência é hoje essencial na empresa, pois além do impacto positivo no negócio”, afirma Wagner Xavier, supervisor-executivo de telecomunicações da TV Globo.

Com cultura de vídeocolaboração já consolidada, o desafio foi evoluir a solução para proporcionar mais simplicidade no uso de videoconferência, maior qualidade de transmissão nas reuniões e, também, mais facilidade na comunicação, colaboração e troca de informações. “Tudo isso resultou em um aumento expressivo na utilização do serviço após migrarmos para a plataforma integrada Polycom & Microsoft”, ressalta Xavier.

Segundo o executivo, a solução anteriormente instalada prejudicava a adesão dos usuários pela dificuldade na sua usabilidade. Não era simples para as áreas fazerem uma videoconferência. Os procedimentos eram pouco ágeis comprometendo a experiência da reunião por videoconferência. A dinâmica da TV Globo é muito complexa na área jornalística, com necessidades imediatas para serem atendidas. Neste sentido, um dos pontos tratados no projeto da plataforma Polycom foi permitir às pessoas realizarem as videoconferências de forma mais simples, mais ágil e mais eficiente possível.

Além da tecnologia Polycom possibilitar o uso simples e intuitivo da vídeo colaboração, a TV Globo contou com a BRATECH, empresa que comercializou as soluções Polycom, suportou a migração para essa nova plataforma e apoiou a emissora no treinamento dos usuários. Foram realizados treinamentos simultâneos de videoconferência e outros treinamentos direcionados para os usuários que fazem uso intenso do serviço.

Benefícios

Toda a infraestrutura de vídeo colaboração Polycom está implementada na TV Globo no Rio de Janeiro, em dois data centers distintos em prédios diferentes no Jardim Botânico. É uma infraestrutura redundante e espelhada, sendo que as demais localidades, como regionais e afiliadas da emissora, se conectam a esta infraestrutura para participar das reuniões de videoconferência.

Nas instalações da TV Globo são mantidos 21 servidores com soluções Polycom e Microsoft Skype for Business, além de 178 terminais de videoconferência nas salas de reuniões. Atualmente, a empresa conta com 10 mil funcionários que possuem o Skype for Business em suas estações de trabalho, sendo este um ambiente muito utilizado tanto pelos funcionários dentro da empresa, quanto fora dela. Tudo isso integrado com os terminais das salas de reunião com áudio, vídeo e compartilhamento de conteúdo.

Todas as áreas na TV Globo utilizam a plataforma de videoconferência, desde as áreas fins como Jornalismo até as áreas de apoio ao negócio como a própria Tecnologia. “Na área da Tecnologia isso não poderia ser diferente. Nossa Diretoria de Projetos e Suporte lidera o uso desse serviço na empresa”, ressalta Xavier.

Além disto, um programa da emissora, em especial, teve adicionada a tecnologia Polycom® Acoustic Fence que bloqueia ruídos externos. Está instalada na sala de reunião de pauta do Fantástico que se localiza ao lado da redação a qual, por sua vez, está em um ambiente aberto e amplo com muito barulho. Assim, para blindar o áudio da sala de reunião de pauta da equipe do programa em relação à sua vizinha redação, essa tecnologia foi instalada com excelentes resultados.

O projeto de migração da infraestrutura de videoconferência, contemplando a integração com Skype for Business, aconteceu em março de 2017. Nessa época eram realizadas 2,5 mil videoconferências com 9 mil conexões. Atualmente os profissionais da TV Globo realizam em média 6 mil videoconferências com 21 mil conexões por mês, demonstrando o sucesso da implementação e atendimento à demanda de videoconferências. “Temos em média cerca de quatro conexões de usuários Skype for Business e/ou usuários de salas por videoconferência”, comenta Xavier. “Um resultado facilmente perceptível de tudo isto é o da melhoria na qualidade de vida e de produtividade dos nossos profissionais.”

Prioridades e metas

A primeira meta com a nova plataforma Polycom na TV Globo é conceder todas as condições para o usuário fazer suas videoconferências sozinho. “Trabalhamos para que o serviço seja self-service, com zero de chamada do usuário, e que seja intuitivo para vídeo colaboração e com disponibilidade; enfim, possibilitar que todo mundo use sem necessidade de suporte técnico” diz Xavier.

A outra meta é melhorar a qualidade e a riqueza da experiência de colaboração do usuário durante as reuniões. Xavier explica que o usuário deve ter a percepção de uma qualidade muito boa em sua reunião, além de perceber que pode ter mais funcionalidades no serviço de videoconferência para compartilhar documentos, poder enviar arquivos, ter possibilidade de entrar na videoconferência na maneira que for, seja por qualquer computador, dispositivo móvel via internet ou por telefone, porque todos na TV Globo conhecem as funcionalidade da solução que estão disponíveis e podem entrar de forma natural nas reuniões.

Quando a TV Globo adotou a solução de videoconferência, há uma década, a tecnologia apresentava limitação de qualidade, de facilidade, de escalabilidade. A partir da migração neste ano para a plataforma Polycom, com os usuários já conhecendo as atuais e modernas funcionalidades do serviço de vídeo colaboração, a emissora começa a pensar no próximo passo para oferecer mais desse serviço para o negócio.

Agora a emissora avalia também expandir a solução tanto em programas de entretenimento como em jornalismo, como por exemplo na GloboNews onde muitas entrevistas são realizadas via Skype privada do jornalista com o entrevistado. “Queremos proporcionar isto de modo mais estruturado em nossa atual plataforma para videoconferências”, informa Xavier.

A emissora começa a utilizar o Skype Meeting Broadcast, recurso do ambiente Skype for Business, integrado aos terminais de videoconferência da Polycom. O objetivo é atingir mais pessoas dentro e fora da emissora – funcionários, clientes e parceiros de negócios – com realização de treinamentos e transmissão de reuniões e comunicados corporativos mais abrangentes da empresa.

Colaborar, sempre, é o futuro

A TV Globo consome todos os recursos de colaboração da plataforma Polycom e do ambiente Microsoft, formando uma solução muito completa e totalmente integrada, oferecendo aos usuários tudo o que está disponível tecnologicamente falando das funcionalidades de vídeo colaboração e do ambiente Skype for Business. “A integração foi fator determinante para a adoção da solução Polycom em que ainda pesou o potencial para levar esses serviços à nuvem”, garante Xavier.

Há um roadmap definido pela Diretoria de Tecnologia para levar tudo o que está hoje na infraestrutura interna para a nuvem e, gradualmente medir a performance, robustez, qualidade e se atenderá aos requisitos de negócios, com a migração gradativa dos serviços. “Nós somos os primeiros a adotar a integração dessas soluções no Brasil; pioneiros em ter infraestrutura de vídeo colaboração Polycom e ambiente Microsoft 100% integrado”, destaca Xavier.

Mas o ponto principal da adoção de vídeo colaboração para a TV Globo é a questão da simplicidade. O uso do Skype for Business como uma ferramenta única e integrada simplifica a utilização da plataforma Polycom e, de acordo com Wagner Xavier, “isso vai ao encontro do que a emissora precisa como negócio, atendendo ao seu dinamismo, ao que é imediato, pois somos uma empresa com vários perfis de usuários e todos conseguem usar intuitivamente a mesma linguagem da solução”.