TI na Prática > Comunicação Unificada, Governo

Tribunal de Contas da União investe em tecnologia de conteúdo em vídeo

Projeto conduzido pela AD-Digital ajuda órgão a transmitir conteúdo ao vivo e a disponibilizar arquivos em um portal

04 de Novembro de 2015 - 09h15

O Tribunal de Contas da União (TCU) utiliza recursos de áudio e vídeo profissional desde 2008. A ferramenta serve como suporte para as sessões dos colegiados (Plenário e Câmaras), Eventos (palestras, congressos, conferências internacionais), Comunicação (Programa #EuFiscalizo na TV Câmara e TV Senado) e Educação Corporativa.

Porém, com o avanço da alta definição (HD) e a massificação das redes sociais, a necessidade de aperfeiçoar a prestação de serviços com transparência, agilidade e qualidade para a sociedade, abriu espaço para o órgão ampliar o uso de ferramentas de vídeo.

Nesse sentido, a entidade abriu um pregão para um projeto que considerou o fornecimento de equipamentos de áudio e vídeo ao Tribunal. A solução atenderá o Plenário, Auditório, Sala de Conferências, Sala de Supervisão, Sala de Editores, Estúdio e um Sistema Móvel. A AD-Digital venceu a concorrência.

A implantação da solução teve início no fim de 2013 e foi concluída em 2014. Hoje, o TCU opera com transmissões na rede interna para as sessões que ocorrem semanalmente, às terças e quartas-feiras. Além das apresentações ao vivo, os arquivos gravados ficam disponíveis em um portal.

Recentemente, na sessão de apreciação das contas do Governo da República do exercício 2014, a entidade registrou mais de vinte mil acessos simultâneos no streaming ao vivo, por meio do Youtube, que também foi replicado em diversos portais de notícias.

Todo o projeto foi concebido para permitir a plena integração entre dois Plenários, dois Auditórios, uma Sala de Conferência e a Central Técnica. Assim, é possível projetar em um ambiente um evento que ocorre em qualquer outro. Além disso, a central técnica transmite os sinais gerados, em quaisquer dos ambientes, para todo o complexo-sede do TCU em Brasília e para os escritórios regionais nas 26 capitais estaduais.

O projeto contempla ainda o funcionamento de cada ambiente independente, ou integrado aos demais. Através de controles e matrizes independentes, é possível realizar e gravar eventos ao mesmo tempo em todos os locais.

As transmissões via web através de sistema de streaming permitem a distribuição de até dois canais simultâneos para atendimento adequado à demanda do Tribunal na maior parte do ano. Para o caso de mais de dois eventos simultâneos, os interessados podem acessar os vídeos gravados, após sua edição e publicação no portal do TCU.