Segurança > Segurança de Dados

Trend Micro cria fundo de US$ 100 milhões para investir em startups

Objetivo da empresa é fomentar a criação de um portfólio voltado a startups desenvolvedoras de novas tecnologias, como de Internet das Coisas

13 de Julho de 2017 - 22h02

A Trend Micro, empresa especializada na defesa de ameaças digitais e segurança de dados em nuvem, anunciou o lançamento de um fundo de investimento para explorar mercados emergentes de tecnologia. Com um investimento inicial de US$ 100 milhões, o objetivo da empresa é fomentar a criação de um portfólio voltado a startups desenvolvedoras de novas ideias e que estejam no epicentro de mercados de alto crescimento, como a Internet das Coisas (IoT).

"A visão da Trend Micro sempre foi tornar o mundo seguro para troca de informações digitais. A explosão de dispositivos passou a transformar o modo como o mundo funciona, pensa e age. O ecossistema ainda está evoluindo e, por isso, existe muito trabalho a ser feito para garantir que organizações e indivíduos possam trabalhar e viver com segurança nesta nova realidade", afirma Eva Chen, fundadora e diretora executiva da Trend Micro.

O investimento da Trend Micro oferecerá apoio financeiro às empresas, acesso à inteligência global de ameaças da empresa e alianças estratégicas com uma rede de canais que conta com mais de 28 mil parceiros de negócios.

Para a Trend Micro, a iniciativa trará informações sobre oportunidades emergentes deste ecossistema com modelos de negócios inovadores que ajudarão a responder os gaps existentes de mercado. Estas descobertas influenciarão o planejamento voltado às soluções de cibersegurança da Trend Micro.

"Temos uma história de 29 anos de sucesso antecipando tendências de tecnologia para proteger todos os tipos de ambientes. A primeira grande onda que tivemos foi o crescimento do mercado de computadores e nos comprometemos desde cedo no desenvolvimento da proteção endpoint, permanecendo como líder no quadrante mágico do Gartner para plataformas de proteção de endpoints até os dias de hoje”, disse Chen.

“Em seguida, apostamos em proteger a nuvem e, até agora, protegemos mais de dois bilhões de horas de workloads, e isso só na Amazon Web Services. Agora, acreditamos que a próxima onda chegou com a IoT e nosso fundo nos ajudará a aproveitar esta oportunidade", finaliza o executivo.