Tecnologias Emergentes > Internet das Coisas

Testes para carros elétricos e autônomos devem movimentar US$ 2,8 bi até 2024

Estudo da Frost & Sullivan mostra potencial para soluções de testes

10 de Março de 2018 - 15h15

Análise da Frost & Sullivan aponta que soluções de testes para veículos integrados devem criar US$ 2,81 bilhões em oportunidades de receitas até 2024. O estudo engloba carros elétricos, controle de emissão, além de veículos autônomos.

O estudo aponta que parcerias e colaborações entre fabricantes de equipamentos de testes e empresas de tecnologia que desenvolvem veículos autônomos impulsionarão o progresso das plataformas de teste da próxima geração.

A complexidade dos sistemas automotivos modernos requer o teste abrangente de eletrônicos e software. Novos players de mercados adjacentes, como TI, sistemas de segurança e provedores de redes celulares, estão entrando no mercado de sistemas de telemática automotiva, abrindo assim novas oportunidades de crescimento para fornecedores de sistemas de teste.

Jessy Cavazos, diretor da indústria de Medição e Instrumentação da Frost & Sullivan, diz que, devido à alta concorrência, os vendedores de telemática estão se esforçando para desenvolver soluções inovadoras, tais como reconhecimento de voz, sistemas de controle de gestos, unidades de controle telemático e monitores avançados de head-up, impulsionando a necessidade de soluções de teste robustas em suas áreas de P&D e divisões de fabricação.

"No futuro, as tecnologias avançadas de sistemas de assistência ao condutor provavelmente serão integradas para construir veículos totalmente autônomos, aumentando ainda mais a necessidade de equipamentos de teste no mercado de telemática", aponta.

Para Cavazos, os principais desafios, como a mentalidade conservadora dos fabricantes de veículos conscientes dos custos e a complexidade na integração de sistemas de teste mecatrônicos e eletrônicos, estão afastando a adoção de novos equipamentos de teste. "Além disso, a mudança contínua nas necessidades dos consumidores afeta negativamente o inventário atual e futuro dos produtos de equipamentos de teste", completa.