Negócios

Tesla anuncia primeira fábrica fora dos EUA

Montadora de Elon Musk firma acordo com governo chinês para fábrica em Xangai

10 de Julho de 2018 - 15h28

O presidente e fundador da Tesla, Elon Musk, anunciou nesta terça-feira (10/7) um acordo com autoridades da China para construção de uma fábrica de automóveis em Xangai.

A instalação será a primeira da Tesla fora dos EUA e dobrará o tamanho da produção global da empresa.

O acordo surge em meio ao aumento dos preços dos veículos Tesla fabricados nos EUA vendidos na China para compensar custos das novas tarifas do governo chinês. As medidas impostas são retaliações às tarifas ainda mais pesadas do presidente norte-americano Donald Trump sobre produtos chineses.

Além da fábrica, a China deve ter também um centro de pesquisa e desenvolvimento da Tesla.

Os planos da Tesla são produzir os primeiros carros cerca de dois anos após o início da construção da fábrica em Xangai, atingindo o número de 500 mil veículos produzidos por ano, dois ou três anos depois.

Com isso, a instalação seria uma das principais do mundo. Nos padrões da indústria automobilística, a maioria das fábricas é usada para construir de 200 mil a 300 mil veículos por ano, o equivalente à produção anual planejada para a fábrica da Tesla em Fremont, na Califórnia (EUA).

Às 14h, as ações da montadora subiram cerca de 0,7% na Nasdaq, mesmo com alguns analistas questionando sobre como a empresa deficitária obterá o capital necessário para construir e contratar funcionários para uma fábrica tão grande.

A Tesla disse ainda que o anúncio não afetará as operações de produção dos EUA, que continuam crescendo.

>Siga a Computerworld Brasil também no Twitter Facebook