Negócios > Estratégia

TCS aposta em expansão e capacitação para se consolidar no Brasil

Empresa tem registrado crescimento expressivo e busca consolidar de vez seu nome no mercado brasileiro

24 de Maio de 2018 - 09h44

A estratégia da Tata Consultancy Services (TCS) no Brasil é no longo prazo. A frase de Tushar Parikh, Country Head da companhia no Brasil, resume a visão da gigante indiana fornecedora de soluções e serviços de TI. Desde 2002 no País, a empresa tem registrado crescimento expressivo e aposta em expansão e capacitação para seguir no caminho de resultados positivos e, sobretudo, consolidar de vez seu nome no mercado brasileiro.

Em janeiro, a empresa inaugurou um delivery center em Londrina (PR), operação que será a maior da companhia no país. O local tem foco em serviços de TI e BPO, e marca o avanço com o modelo de cinco forças digitais estruturado pela empresa - nuvem, big data & analytics, mobilidade, inteligência artificial e robótica.

A previsão é de que nova unidade alcance 4 mil postos de trabalho locais com foco em TI e BPO de acordo com o avanço da empresa no mercado brasileiro.

"Ter presença no Rio de Janeiro e São Paulo é importante, mas também queremos outros locais onde a TCS possa desenvolver talentos locais e ser de fato um centro de desenvolvimento entregando trabalho para o Brasil", aponta Parikh.

Se por um lado a empresa aposta no crescente polo tecnológico paranaense, também não deixou para trás sua matriz em São Paulo. Em dezembro do ano passado, a companhia inaugurou em Barueri, cidade próxima da capital paulista, onde atua há alguns anos, sua nova sede. O espaço foi pensado para atender a atual fase de expansão da empresa, com uma estrutura voltada para operações integradas, inovadoras e ágeis.

O novo escritório foi todo planejado com base na metodologia Agile, adotada pela empresa a fim de acelerar o desenvolvimento, aumentar a colaboração entre os envolvidos e garantir resultados. O projeto traz características estéticas do mundo indiano em uma proposta inovadora, voltada para mobilidade, fluidez, produtividade e bem estar no espaço de trabalho.

Outro destaque da nova operação em Barueri é o TCS Customer Experience Center, que tem o objetivo de trazer para o Brasil as referências dos laboratórios de inovação e executive briefing centers da TCS no mundo.

América Latina em alta

Na América Latina, a TCS tem presença em oito países, com mais de 15 mil funcionários. O Brasil, que conta com 1,2 mil colaboradores, ainda está atrás da operação mexicana em termos de volume de negócios, mas uma das metas é inverter o cenário.

Segundo Parikh, a América Latina foi o mercado número dois em termos de crescimento a nível global no último ano. O avanço nos últimos seis anos tem sido de dois dígitos.

"Estamos com diferentes investimentos. Um deles foi o início do trabalho com clientes globais, com suporte regional", conta. "Tem sido uma jornada de 15 anos e agora estamos embasados com estratégias globais."

Capacitação

Capacitação tem sido um dos principais pilares da TCS no Brasil. Parikh destaca que 97,5% dos funcionários são brasileiros, o que mostra um comprometimento em criar empregos e, mais do que isso, formar mão de obra qualificada no país.

Além de pensar no seu público interno, a empresa também quer ajudar o País como um todo. Para isso, fechou contrato com o Governo do Estado de São Paulo, para capacitar 190 mil alunos e professores dos ensinos fundamental e médio na capital paulista com conhecimentos em tecnologia

Uma das ações é a criação do curso de graduação de Design de Mídias Digitais, em parceria com o Centro Paula Souza – autarquia do Governo do Estado de São Paulo, que administra, entre outras instituições, as Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e a Escolas Técnicas estaduais (Etecs).

O conhecimento sobre temas relacionados a tecnologia é promovido por meio do goIT, programa para capacitação de alunos e professores, com foco no estímulo ao aprendizado na área e preparo dos jovens para o mercado de trabalho.

"O Brasil é um mercado importante para a TCS, por isso estamos investindo com novas tecnologias e capacitando o mercado local", finaliza.