Telecom > Banda Larga

Tata Communications inicia operações no Brasil

A partir da integração do novo sistema de cabos submarinos Seabras-1 com sua rede global, a companhia quer atender empresas e operadoras brasileiras, assim como multinacionais que operam no Brasil

13 de Novembro de 2017 - 14h57

A Tata Communications, empresa de serviços de rede, cloud computing e segurança do grupo indiano Tata, anuncia o início das operações no Brasil, a partir da interligação do novo Seabras-1, sistema de cabo submarino, à rede global da companhia. A empresa quer aproveitar sua experiência em mercados emergentes para ajudar as organizações na transformação digital e suportarem o crescimento do mercado brasileiro, assim como no restante da América Latina.

Com os investimentos no Seabras-1 e a conexão com sua rede global, a expansão da Tata Communications para a América Latina é parte da estratégia de crescimento global da companhia. Além disso, ela quer ampliar a oferta de serviços de conectividade, computação em nuvem, segurança, mobilidade e colaboração para multinacionais que operam no Brasil, interessadas em acelerar a transformação digital dos negócios ao redor do mundo.

O Seabras-1 está integrado com a Wall da Tata Communications, rede de cabos submarinos em Nova Jersey (Estados Unidos), evitando assim as rotas altamente congestionadas de Miami (Flórida) e fazendo o link direto entre os centros financeiros de Nova Iorque e São Paulo. A Wall, por outro lado, passa a oferecer às operadoras e empresas uma conexão mais rápida não só para a América Latina, mas também para Londres e o resto da Europa, assim como para os mercados emergentes do Oriente Médio e Ásia, por meio da infraestrutura da Tata Communications. Isso reduz ainda mais as barreiras para os negócios da América do Norte, Europa, Oriente Médio e Ásia para o Brasil e para empresas brasileiras interessadas em crescer no mercado internacional.

“Nossa expansão para o Brasil é parte do nosso compromisso de continuamente construir nossas capacidades e atender à crescente demanda por dados dos nossos clientes ao redor do mundo”, afirma Bob Laskey, vice-presidente sênior e head de Américas da Tata Communications. “Empresas de diversos setores como serviços financeiros, tecnologia e manufatura estão aderindo à computação em nuvem, mobilidade e Internet das Coisas para sobreviver e navegar em ambientes em constante transformação. Uma conexão segura, confiável e superrápida em uma escala global é a base para a transformação digital.”

“A combinação da rede global da Seabras-1 e da Tata Communications reforça o link entre duas das maiores cidades das Américas e o resto do mundo, fortalecendo e ampliando o alcance dos serviços da empresa em benefício de seus clientes e parceiros corporativos em todo o mundo", afirma Brian Washburn, Practice Leader da Ovum.

A Tata Communications mantém e opera a única rede de cabos submarinos que circunda o globo. Essa rede consiste em 210 mil quilômetros de fibra terrestre e 500 mil quilômetros de fibras submarinas, permitindo que pessoas e empresas se conectem a 240 países e territórios. Hoje, cerca de 25% das rotas mundiais de internet passam pela rede da companhia.