Carreira > Vai e Vem

Superlógica nomeia André Baldini como CEO

Executivo está há dois anos na empresa o ocupava cargo de Vice-Presidente de Vendas

19 de Março de 2018 - 17h49

André Baldini é o novo CEO da Superlógica, desenvolvedora do software de gestão para empresas de receita recorrente. O executivo está na empresa há quase dois anos e anteriormente ocupava o cargo de Vice-Presidente de Vendas.

Baldini ocupa o cargo deixado por Carlos Cêra, cofundador da Superlógica ao lado de Luis Cêra e Lincoln César. A decisão de passar o bastão surgiu após alguns meses do lançamento da conta digital para empresas PJBank, projeto que nasceu dentro da companhia. “Com imensas oportunidades para cada negócio, os cofundadores decidiram que era necessário ter dedicação total para cada um deles”, afirma Carlos Cêra, que agora assume o cargo de CEO do PJBank.

O PJBank surgiu após a Superlógica identificar que poderia oferecer ao mercado uma conta digital que aumenta em pelo menos 30% a eficiência das corporações. Além de eliminar a burocracia dos serviços financeiros e personalizar os serviços para cada segmento do mercado, a solução pode ser integrada a qualquer software de gestão financeira (ERPs).

Baldini tem passagens por empresas como Stefanini e Itaú, além de experiência como empreendedor ao fundar a Mestreduca, plataforma para gestão de educação em instituições de ensino. Em 2016, ingressou na Superlógica, onde passou a liderar a vertical de condomínios e desenvolver as estratégias de vendas do PJBank. O executivo é formado em Tecnologia da Informação e tem MBA em Administração e Gestão de Negócios.

Ele destaca que o PJBank e a Superlógica cresceram muito rápido nos últimos meses e é preciso aproveitar todas as oportunidades de negócios que estão surgindo. "Com dedicação total à Superlógica e também ao PJBank, vamos crescer muito mais e garantir produtos de alta qualidade e excelência no atendimento aos nossos clientes", afirma.

Com mais de 4 mil clientes ativos, a Superlógica oferece um sistema financeiro on-line para empresas e instituições que cobram assinaturas e mensalidades, como aluguéis, condomínios, softwares, clubes, revistas, academias, escolas e faculdades.