Gestão > Estratégia, Governança

Sucesso depende de evolução constante de estratégias de negócio

Mudanças precisam ser estimulantes para todos os envolvidos, não só para as equipe de negócio e de liderança

17 de Fevereiro de 2016 - 11h17

"Se você não mudar de direção, pode acabar chegando ao lugar para onde está indo", escreveu Lao Tzu. No mundo de negócios, as transformações vivem ao nosso redor o tempo todo. Elas vêm de todos os lados: expectativa dos investidores, recursos humanos, ambiente interno/externo, gestão, estrutura organizacional, processos, do fluxo de caixa, dos competidores, de novos serviços... isso para ficar apenas em alguns exemplos. Saber que elas ocorrem não é o suficiente para manter os negócios lucrativos.

No ambiente empresarial, saber como navegar com sucesso em meio a essas mudanças, desenvolvendo processos adequados e eficazes para gerir adequadamente as transformações é uma obrigação. Tornou-se praticamente impossível para as organizações tomar decisões estratégicas sem fortes práticas de gestão de mudança. Isto é especialmente verdadeiro no mundo planejamento e execução de projetos, de programação e de portfólio, onde os obstáculos são inevitáveis .

Chief Change Officers?

A fim de se tornarem verdadeiros agentes de transformação, os líderes de uma organização de hoje não só precisam olhar mais de perto os projetos e como eles se encaixam dentro do portfólio de negócios, como têm a obrigação de manterem-se ágeis o suficiente para avaliar constantemente ambos - as iniciativas e o portfólio - para garantir alinhamento com os objetivos gerais da corporação.

Dessa forma, diretores deverão trabalhar de maneira alinhda aos escritórios de gerenciamento de corporativo (Enterprise Program Management Office ou EPMO) e desenvolver mecanismos para monitorar e medir o impacto das mudanças internas e externas em relação ao cenário atual. Altos executivos são igualmente fundamentais para ajudar a liderar processos de transformação de forma a permitir níveis adequados de flexibilidade, direcionamento de focos e adaptando necessidades.

É precisos trabalhar para identificar não apenas mudanças susceptíveis de ocorrer ao longo dos processos como também exatamente como elas afetarão a organização como um todo; além disso, é primordial decifrar como gerenciar adequadamente o ritmo dessa mudança.

A fim de mitigar os riscos, será cada vez mais vital para estes novos líderes responsáveis por conduzir as transformações necessárias manterem um diálogo aberto e consistente com os pares nos demais níveis de gestão. Afinal, estamos falando de mudança dos princípios fundamentais que têm o potencial de afetar materialmente os rumos de uma organização.

A qualquer momento, o que pode parecer algo pequeno no ambiente interno ou externo da organização pode ter o potencial para não só fazer descarrilar um projeto ou linha de negócios, mas impactar toda a carteira de projetos e por sua vez comprometer áreas críticas de operações.

Coloque os funcionários em primeiro lugar

É importante notar que, embora a mudança muitas vezes seja vista como uma coisa ruim, ela tem o potencial para ser exatamente o oposto – verdadeiros líderes empresariais fazem esses movimentos e tomam decisões considerando pessoas, processos e tecnologias de forma eficaz para a finalidade de melhorar, progredir e construir uma forte vantagem competitiva à organização.

Embora a mudança possa ser estimulante para a equipe de negócios e liderança, é importante reconhecer que pode ser aterrorizante para os funcionários. A fim de abordar de forma eficaz as alterações, a equipe de liderança e EPMO terá de cultivar cuidadosamente um ambiente interno positivo e produtivo onde os funcionários têm confiança na equipa de gestão em todos os níveis.

Além disso, é imperativo que os funcionários se sentem e acreditam que suas contribuições não são apenas necessárias, mas muito valorizada, e que a mudança não afetará negativamente seus papéis dentro da organização.

Os líderes de negócios terão de, não só ser visto como abrangendo mudar a si mesmos, mas também promover uma cultura corporativa em todos os níveis em que a organização prospera e se destaca, apesar mudança. Assim, os responsáveis pelas transformações terão que motivar e incentivar a melhoria contínua em toda a mudança, a fim de obter projetos, portfólio e resultados bem sucedidos de negócios e significativas.

EPMOs e líderes de negócios devem se esforçar para: identificar com sucesso, efetivamente gerenciar, medir com precisão, acompanhar de perto e comunicar claramente as mudanças e alterar estratégias de gestão em suas organizações. Isto irá facilitar e impulsionar a estratégia de negócios de uma forma que posiciona suas organizações para atingir e manter os níveis de sucesso que eles vislumbram.