Negócios > Segurança de Aplicação

Sophos adquire Invincea por US$ 100 milhões

Aquisição adiciona aprendizagem avançada de máquinas ao portfólio de proteção para endpoint da Sophos

09 de Fevereiro de 2017 - 12h34

A Sophos, fabricante de soluções de segurança de rede e endpoint, anuncia a aquisição da Invincea, empresa focada em proteção de próxima geração contra malware. A Sophos vai pagar US$ 100 milhões pela companhia, mas o valor está sujeito a um earn-out — vinculado ao cumprimento futuro de metas de desempenho — de US$ 20 milhões. A Invincea Labs, divisão da Invincea que já operava de forma independente desde 2012, foi separada antes da aquisição e não faz parte da transação.

Em comunicado, a Sophos disse que a aquisição reforçará seu portfólio de segurança de endpoint com defesas complementares. O portfólio de segurança de endpoint da Invincea foi desenvolvido para detectar e prevenir malware desconhecido e ataques sofisticados através de seus algoritmos de redes neurais de aprendizagem. O produto principal da empresa, o X, utiliza redes neurais e monitoramento comportamental para detectar um malware, até então invisível, e bloquear ataques antes que ocorra qualquer dano.

Mesmo com a compra, o suporte e venda do portfólio de segurança de endpoint da Invincea, incluindo a solução X, continuará sendo feito pela empresa e estará disponível através de sua rede de parceiros de negócios. Além disso, o CEO da Invincea, Anup Ghosh, e o COO Norm Laudermilch, irão se juntar à Sophos em posições de liderança.

Com foco nos setores de governo, saúde e serviços financeiros, a Invincea foi implantada em algumas das maiores redes do mundo. "Ao adicionar a Invincea ao nosso portfólio global, a Sophos está colocando em prática sua visão de montar as tecnologias mais poderosas para oferecer as melhores e mais avançadas defesas para nossos clientes", afirma Kris Hagerman, diretor executivo da Sophos.

A Sophos é conhecida mundialmente por seu portfolio que inclui proteção de endpoint e um conjunto de tecnologias de próxima geração como a tecnologia antimalware, antiexploit e antiransomware sem assinatura no Intercept X e a análise baseada em comportamento, detecção de tráfego malicioso e reputação de aplicações.