Infraestrutura > Serviços

Service IT prevê aumentar em 20% o número de funcionários com nova lei da terceirização

Segundo a empresa, a flexibilidade na contratação permitirá maior velocidade no atendimento aos clientes

07 de Julho de 2017 - 15h17

A Service IT, integradora especializada em outsourcing e consultoria de TI, prevê aumentar em 20% o quadro de funcionários, dos atuais 300 para 360 empregados, até o fim deste ano, em a nova lei de terceirização, sancionada pelo presidente Michel Temer em 31 de março.

Para a empresa, a flexibilidade na contratação de pessoas, incentivada pela novidade, permite uma velocidade maior para atender os clientes, possibilitando a empresa prestadora de serviços compor o quadro de profissionais de acordo com a demanda do mercado, de forma muito mais rápida. Além disso, é possível fechar parceria com outras empresas e buscar profissionais com perfis diferentes e especialistas, dentro das questões legais.

“Vemos esse processo como uma maior segurança para o colaborador que pode ser tratado como uma empresa. Ambos os lados, empresa contratante e profissional, conseguem chegar em um bom senso, com cargas e escopo de trabalho previamente negociado, o que torna o relacionamento muito mais profissional e transparente”, ressalta Cleverton Alves, diretor de RH da Service IT. 

Para Eduardo Gallo, CEO da Service IT, a terceirização para a área de TI é uma ótima oportunidade de negócios, o que dá segurança para inovar e investir ainda mais em mão de obra e novas ofertas e serviços. “A redução de custo é um dos pontos mais impactantes. O cliente que precisa de um profissional dedicado apenas 30% do tempo, era obrigado a cumprir uma vasta carga de impostos. Agora, além de ganhar velocidade na implantação dos projetos, tem uma significativa redução de custos”, completa.

Esse crescimento no quadro de funcionários deve ser impulsionado pela estratégia de negócio da empresa em ampliar a área de serviços gerenciados, incluindo ofertas de cloud e SOC (Security Operation Center) e crescer mais 25%. A integradora fechou 2016 com crescimento de 35% em seu faturamento, superando R$ 115 milhões.

A Service IT também investiu mais de R$ 1 milhão na construção de um novo NOC (Network Operations Center), espaço que conta com mais de 700 m² e foi projetado para ser um local focado em melhorias dos serviços, com o objetivo de administrar os ativos dos clientes com mais segurança e eficiência.