Negócios > ERP, Estratégia

SAP cria novo modelo para pagamento de licenças de software

Modelo de precificação se baseia em acesso direto e indireto. Entenda as diferenças

10 de Abril de 2018 - 16h21

Em colaboração com grupos de usuários, clientes, parceiros e analistas do setor, a SAP anunciou nesta terça-feira (10/4) um novo modelo de vendas, auditoria e precificação no licenciamento de acesso digital conhecido como “Acesso Indireto”. De acordo com a companhia, a nova abordagem foca na transparência e torna mais fácil para os clientes o uso e o pagamento pelas licenças de software. A nova resolução diferencia dois tipos de acesso comuns “Direct/Human” e “Indirect/Digital Access” e esclarece outras pontas soltas.

Como acesso direto, a SAP entende o “acesso humano”, que ocorre quando as pessoas fazem logon para usar o SAP Digital Core por meio de uma interface fornecida com ou como parte do software da SAP. E, como acesso Indireto, o “acesso digital” que ocorre quando dispositivos, bots e sistemas automatizados acessam diretamente o Digital Core.

>E MAIS: Oferta do S/4Hana em nuvem pública preenche lacuna para SAP Brasil

Este segundo também ocorre quando seres humanos, ou qualquer dispositivo ou sistema, usam indiretamente o Digital Core por meio de um software intermediário e que não seja da SAP, uma solução personalizada escrita internamente ou um aplicativo feito por terceiros.

Nova precificação de soluções SAP

A mudança na maneira de cobrar por acesso aos sistemas vem após desafios incessantes enfrentados pelos clientes quando se trata de preços para acesso indireto/digital. Os consumidores que tinham a opção de pagar pelo SAP ERP com base no número de usuários viram os custos aumentarem à medida que mais sistemas começaram a acessar o software da SAP e pediram uma abordagem alternativa de preços.

O novo modelo da SAP se aplica ao núcleo digital SAP S/4HANA e SAP S/4HANA Cloud – assim como o aplicativo SAP ERP.

A SAP iniciou o lançamento das novas políticas de licenciamento, vendas e auditoria em abril de 2018. A empresa informou que seus clientes existentes podem optar por permanecer no modelo atual ou passar para o novo modelo de precificação, usando o que melhor se adequar às suas soluções SAP e iniciativas de transformação digital.