Tecnologia > Hardware, Tablets

Samsung lança dispositivo com Windows 10 para concorrer com Surface e iPad

Chamado de Galaxy TabPro S, aparelho conta com tela Super AMOLED de 12 polegadas e processador Intel Core M. Preço não foi revelado

06 de Janeiro de 2016 - 12h17

A Samsung anunciou na noite desta terça-feira (05/01), o seu primeiro tablet com Windows 10. Revelado durante a CES 2016, o aparelho é chamado de Galaxy TabPro S.

O gadget se parece muito com os outros tablets Android da fabricante e traz um processador Intel Core M. O aparelho conta ainda com câmeras frontal e traseira e pode rodar tanto o Windows 10 Home quanto o Windows 10 Pro.

Em uma tentativa de se diferenciar no mercado, a Samsung colocou uma tela Super AMOLED de 12 polegadas no seu aparelho, tamanho parecido com o adotado pelos rivais iPad Pro, da Apple, e Surface Pro, da Microsoft.

No entanto, essa preocupação com o visual não se traduz necessariamente em bom desepenho. A unidade de pré-produção que testei rapidamente na CES 2016, em Las Vegas, pareceu um pouco menos responsiva do que eu esperaria de um tablet que quer competir seriamente com os aparelhos da Apple e da Microsoft neste segmento.

A Samsung também revelou três recursos direcionados a conectar o tablet e seus smartphones mais recentes. Os usuários podem colocar seu aparelho da linha Galaxy S6 (ou mais recente) no canto do teclado do TabPro S, e então usar sua impressão digital no smartphone para destravar o tablet.

Uma vez desbloqueado, o TabPro S vai pedir para os usuários acionarem o recurso de hotspot do seu celular para fornecer acesso à Internet. Enquanto usarem o tablet nesse modo, as pessoas também poderão receber notificações do smartphone no “irmão maior”.

Um representante da Samsung da empresa disse que o recurso é focado em conectar os aparelhos Galaxy da própria empresa. Por isso, não espere poder receber notificações do seu Galaxy S6 em um tablet Surface em breve.

Quem quiser usar o TabPro S para trabalhos mais pesados, poderá usar o teclado que acompanha o tablet. No entanto, em meus testes rápidos com o acessório no evento, a impressão deixada não foi das melhores, com um layout que atrapalhava a digitação por muitas vezes.

É por isso que fiquei preocupado com o TabPro S. A Samsung não parece ter conseguido chegar ao nível que o nome do produto promete. Apesar dos recursos interessante e da tela matadora, o tablet não parece um aparelho profissional. Por isso, resta saber se os consumidores estarão dispostos a investir em um aparelho ainda imperfeito. Tudo vai depender da faixa de preço que a Samsung escolher posicionar o produto.