Cloud Computing > Open Source

Red Hat anuncia nova geração da oferta de cloud pública OpenShift Online

Primeira plataforma de cloud open source, nativa de container e multi-tenant, visa acelerar produção para desenvolvedores de aplicativos

31 de Julho de 2017 - 13h24

A Red Hat, fornecedora de software livre e distribuições Linux, anunciou a nova geração do Red Hat OpenShift Online, primeira plataforma de cloud open source, com suporte nativo a containers e multi-tenant do mercado. Baseada em container Linux e no Kubernetes como o Red Hat OpenShift Container, a solução, segundo a empresa, oferece aos desenvolvedores a possibilidade de criar, implementar e escalar aplicações nativas de cloud de forma mais rápida e fácil em um ambiente de nuvem pública.

Desde seu lançamento em 2011, o OpenShift Online já hospedou mais de três milhões de aplicações criadas por centenas de milhares de desenvolvedores individuais, startups, instituições educacionais, desenvolvedores independentes de software (ISVs) e grandes corporações em todo o mundo. Com isso, tornou-se uma das plataformas de desenvolvedores mais populares da indústria para a construção de aplicativos em qualquer lugar e em qualquer escala em nuvem pública.

Ainda de acordo com a Red Hat, a solução permite que aplicações nativas de cloud sejam criadas em uma plataforma de container — também baseada em cloud — sem preocupações com a complexidade relacionada ao provisionamento, gerenciamento e à escalabilidade de aplicações. Com operação e gestão fornecidas pela Red Hat, os desenvolvedores podem se concentrar em escrever códigos, “prototipar” novos recursos ou trabalhar em sua próxima grande ideia - tudo em um ambiente self-service.

Em sua nova geração, o Openshift Online oferece suporte a várias linguagens, como: Java, Node.js, .NET, Ruby, Python e PHP. Ainda, provê fluxos de trabalho otimizados para ajudar a configurar e implantar aplicações em qualquer framework, como Spring Boot, Eclipse Vert.x, Node.js e Red Hat JBoss Middleware, ajudando os desenvolvedores a iniciarem seus projetos e começarem a codificar mais rapidamente.