Cloud Computing > Cloud Pública

Receita trimestral da AWS continua a crescer, mas em ritmo menor

A receita da divisão de serviços em nuvem da Amazon cresceu 47% no quarto trimestre de 2016, para US$ 3,5 bilhões. Apesar disso, foi o mais baixo dos últimos dois anos

03 de Fevereiro de 2017 - 19h45

O crescimento vertiginoso das receitas com serviços nuvem continuou no final de 2016 para Amazon Web Services (AWS), divisão de serviços em nuvem e hospedagem de servidores da Amazon.com. Na quinta-feira, 2, a empresa divulgou receita de cerca de US$ 3,5 bilhões durante o quarto trimestre do ano passado, cifra 47% superior à registrada em igual período em 2015.

O lucro operacional da divisão no trimestre cresceu 60%, para US$ 926 milhões, na comparação com US$ 580 milhões contabilizados no mesmo período do ano anterior.

Embora os números não sejam nada desprezíveis, o crescimento da receita da AWS foi o mais baixo dos últimos dois anos. As possíveis explicações para isso vão desde as mudanças sazonais da migração das empresas para a nuvem ao aumento da concorrência no mercado — a empresa não forneceu uma explicação para isso.

Continuing growth is a positive sign for AWS, which is locked in tight competition with companies including Microsoft and Google to try and power the next generation of business applications. Amazon said AWS launched 1,019 new features in 2016 as part of that push.

O crescimento continuado é um sinal positivo para AWS, que está travando uma disputa apertada com empresas como a Microsoft e o Google para tentar ganhar destaque com a próxima geração de aplicativos de negócios. A Amazon disse que AWS lançou 1.019 novas funcionalidades em 2016 como parte dessa estratégia.

O segmento nuvem inteligente da Microsoft gerou receita de US$ 6,9 bilhões durante o mesmo período. No entanto, nesse montante estão computadas também receitas além de sua plataforma de nuvem Azure, como as licenças de software, incluindo o Windows Server e SQL Server.

A AWS também realizou uma série de cortes nos preços dos serviços no decorrer do último trimestre de 2016. O diretor financeiro (CFO) da empresa, Brian Olsavsky, disse em uma conferência telefônica com analistas financeiros que tais cortes "vão ser uma constante neste negócio." Desconhece-se exatamente qual o impacto que podem ter tido resultados financeiros globais da provedora de nuvem.

A receita total da Amazon no quarto trimestre foi de US$ 43,7 bilhões, cifra 22% superior aos US$ 35,7 bilhões registrados no final de 2015. O lucro da varejista online o período foi de US$ 749 milhões, ante US$ 482 milhões no mesmo trimestre do ano anterior.