Cloud Computing > Cloud Pública, Liderança

Quatro a cada dez líderes de TI não sabem quanto gastam com serviços de nuvem

Pesquisa da BMC aponta que ambientes multicloud requerem novas abordagens de gerenciamento e recursos inteligentes

14 de Fevereiro de 2018 - 15h49

Pesquisa da BMC, conduzida pela opinion.life, com mais de 1 mil líderes de TI em 11 países - incluindo o Brasil - mostra que 40% dos executivos não sabem quanto suas empresas gastam em serviços de nuvem, mesma porcentagem identificada entre os entrevistados no nosso País.

O estudo examina como as empresas estão investindo em várias soluções de nuvem pública de diversos fornecedores para otimizar custos, manter a agilidade e eliminar riscos. Esses ambientes multicloud distribuídos também estão criando uma superfície de ataque maior e estão possivelmente aumentando os custos.

Bill Berutti, presidente de Enterprise Solutions da BMC, diz que o principal impulsionador da adoção do multicloud é a otimização de custos, embora muitos dos executivos estejam totalmente no escuro sobre como as organizações gastam na nuvem. "A adoção do multicloud realmente mudou o jogo: a maneira tradicional de olhar para a infraestrutura de TI simplesmente não funciona mais. Os líderes de TI devem pensar em novas maneiras de gerenciar ambientes multi-cloud para garantir que recebam os benefícios esperados da nuvem pública em termos de economia de custos, otimização automatizada de desempenho e melhor segurança e governança", comenta.

Inteligência artificial

A rápida adoção de serviços e infraestrutura de nuvem pública e privada gerou uma complexidade que está aumentando as tradicionais pressões exercidas sobre os negócios digitais. Como resultado, as organizações estão percebendo que as atuais estratégias e métodos para gerenciar ambientes multicloud precisam ser reformulados e estão recorrendo à inteligência artificial como uma solução emergente.

Reconhecendo a complexidade do gerenciamento de ambientes multi-cloud, 80% dos participantes globais concordam que novas abordagens e ferramentas são necessárias. No Brasil, esse número é ainda maior, chegando a 86%. Entre as novas abordagens consideradas está a inteligência artificial, com 78% dos tomadores de decisão de TI globais indicando que as empresas estão recorrendo a meios para aplicar esta técnica como parte das estratégias de gerenciamento multicloud.