Carreira > Certificação

Profissionais de TI certificados têm desempenho melhor, mostra estudo

Comprovar desempenho e domínio de conhecimento atrai a atenção de empregadores e abre portas na carreira, afirma estudo da IDC

26 de Maio de 2017 - 15h44

A tecnologia da informação é uma área vital para a maioria das empresas e uma das que mais crescem em oportunidades de trabalho. Ter as habilidades certas dá aos profissionais da TI a confiança necessária para atender às demandas dos empregadores, aumentando sua performance e a da organização.

Segundo dados da IDC, profissionais certificados têm um desempenho melhor e mais domínio de conhecimento em relação àqueles que não são certificados. O estudo compara duas equipes, com e sem as certificações, com um conjunto de tarefas específicas e objetivamente mensuráveis, e mostra que os funcionários certificados realizaram tarefas de forma mais confiável e consistente.

O diretor da CompTIA para América Latina e Caribe, Leonard Wadewitz, ressalta que esses resultados atendem às principais perspectivas que líderes de TI e CIOs têm para sua equipe: rapidez e assertividade no dia a dia e na resolução de problemas. “Essa comparação entre equipes mostra que aqueles com certificação possuem 40% mais conhecimento em suporte para TI e 58% mais domínio em segurança da informação, mesmo que tenham a mesma quantidade de experiência no mercado”, pontua.

Para Lucas Cruz, que possui as certificações CompTIA Security+ e a CASP, da CompTIA, e que aos 24 anos já atua como analista de segurança da informação sênior em uma instituição financeira, possuir esses atestados transmite credibilidade e confiança de suas habilidades, além de segurança para quem o chama para uma conversa. “Sempre me perguntam sobre as minhas certificações, principalmente a CASP. Elas realmente trazem diferencial para o meu histórico”, afirma. “No meu dia a dia, no trabalho, eu indico o conhecimento que as certificações trazem e incentivo a prática e cultura dentro das empresas. Por envolver toda a segurança física até a lógica, eu também mobilizo os interessados em estudar os temas para se prepararem para a prova”.

O especialista em segurança da informação Leonardo Santos organizou um grupo de estudos na empresa na que trabalha, com foco em preparar os interessados para a certificação Security+. “Muitas vezes você vê na teoria, mas acaba se sentindo um pouco perdido na prática. A prova atesta suas habilidades e traz novos conhecimentos. Hoje, atuando também como recrutador, eu encaro as certificações como um fator de desempate em uma avaliação, já que elas oferecem uma base técnica que, muitas vezes, acabamos não adquirindo na universidade”, explica.