Tecnologia > Hardware

Pesquisadores da IBM batem recorde ao armazenar 330 TB em fita magnética

A gigante da tecnologia conseguiu alcançar densidade de 201 GB por polegada quadrada, superando em mais de 20 vezes o valor alcançado em drives vendidos atualmente

02 de Agosto de 2017 - 12h38

Pesquisadores da IBM atingiram um novo recorde mundial ao conseguir armazenar 330 TB de dados não comprimidos em um cartucho que cabe na palma da mão. O volume de dados é equivalente a nada menos do que 330 milhões de livros digitais.

A densidade de aproximadamente 201 GB por polegada quadrada em fita magnética alcançada pelos cientistas da companhia é mais de 20 vezes a densidade adotada em drives de fita vendidos atualmente no mercado. 

“Apesar de a fita usada no experimento poder custar um pouco mais para ser produzida do que a fica comercial atual, o potencial para capacidades muito altas vai tornar muito atrativo o custo por terabyte, fazendo dessa tecnologia algo prático para o armazenamento frio na nuvem”, afirmou a IBM, que destaca ainda que o resultado indica a viabilidade da evolução do formato para a próxima década.

Para conseguir chegar ao resultado histórico, os pesquisadores da IBM desenvolveram diferentes tecnologias novas e trabalharam de perto por muitos anos com a Sony, que produziu a fita utilizada no experimento.