Carreira > Empregos

Palavras mais usadas por brasileiros no LinkedIn que devem ser evitadas

Especializado, líder, estratégico, focado e responsável são as palavras top 5 que aparecem neste ano e que não devem ser usadas por profissionais

26 de Janeiro de 2017 - 23h34

Pelo quarto ano consecutivo, o LinkedIn divulga a lista das dez palavras mais usadas pelos brasileiros na hora de descrever seus atributos profissionais. São palavras que, de tão usadas em perfis, já perderam sua força e se tornaram chavões ou clichês. 

A iniciativa faz parte de uma campanha global (#startsomething) que acontece sempre em janeiro, mês em que os usuários fazem o maior número de atualizações nos perfis, e tem o objetivo de incentivar as pessoas a completarem seus dados e usarem uma linguagem natural ao descrever suas funções e habilidades.

“Empresas e candidatos buscam hoje uma melhor combinação de cultura e valores. Para que isso aconteça, é necessário que as pessoas se descrevam de forma verdadeira e espontânea, evitando palavras e frases que já viraram lugar comum”, afirma Fernanda Brunszian, gerente sênior de comunicação do LinkedIn para América Latina.

Em 2016, “especializado”, que só havia aparecido antes na lista de 2014, alcançou pela primeira vez o topo da lista, ocupando o lugar de “responsável”, que liderava desde 2013. 

A lista completa de 2016

1. Especializado

2. Líder

3. Estratégico

4. Focado

5. Responsável

6. Com experiência

7. Inovador

8. Apaixonado

9. Criativo

10. Excelente

Por que você não deve usá-las

Recrutadores e empregadores usam palavras-chave para localizar potenciais contratados no LinkedIn e outros sites de carreira. É por isso que as palavras-chave são importantes em todo o seu perfil, especialmente no campo "Especializações". 

Ao escolher as que vai usar, tente evitar as palavras das listas acima. É uma boa forma de se diferenciar na multidão. E se você já estiver usando as mesmas palavras que todos os usuários, está na hora de mudar. As buzzwords são realmente apenas palavras vazias. Ninguém presta atenção nelas.

Você deve investir algum tempo para escolher suas palavras-chave. Pense sobre os termos que podem ser importantes para os potenciais empregadores. Para aumentar suas chances de ser encontrado por empresas, alinhe suas palavras-chave com o cargo que você está tentando conquistar.

Por exemplo, ao visitar o perfil de empresas que considere interessante, preste atenção nos termos que elas usam para descrever suas atividades. Você deve encontrar boas pistas.

Ah! Lembre-se sempre que, na maioria das vezes, recrutadores e empregadores que observam o seu perfil estão interessados na sua experiência de trabalho. Por isso, é importante que você adicione algumas informações à sua experiência, incluindo mais do que apenas um cargo e datas. Inclua um parágrafo ou dois para cada uma de suas posições, com as responsabilidades assumidas. E destaque suas realizações.

Em vez de descrever a si mesmo como "criativo", dê um exemplo que mostre como você tem sido criativo — como você participou de um projeto estratégico que produziu grandes resultados.