Tecnologias Emergentes > Startups

Oi lança hub de empreendedorismo e inovação no Rio e abre edital para startups

Programa de Incubação de Startups prevê aporte de até R$ 150 mil para cada projeto selecionado. Inscrições abrem nesta quinta-feira, 24, e vão até 15 de outubro

24 de Agosto de 2017 - 14h38

A Oi anunciou nesta quinta-feira, 24, o Oito, novo hub de empreendedorismo e inovação no Rio de Janeiro, desenvolvido em parceria com empresas e centros de pesquisa, O objetivo da iniciativa é criar um espaço de referência para a geração de novos negócios, desenvolvimento de soluções tecnológicas e digitais, aceleração de startups e suporte a negócios sociais. 

O Oito atuará em três frentes: um programa de incubação de startups em estágio inicial; seleção de startups mais maduras para aceleração, com acesso à área de coworking e aos parceiros do Oito; e o IoT Lab, laboratório para desenvolvimento e teste de soluções de Internet das Coisas em parceria com a Nokia. Essas frentes terão o suporte de um espaço totalmente dedicado ao ecossistema, voltado para eventos e programação cultural, para inspirar ideias e criar conexões entre pessoas e empresas.

Paralelamente ao lançamento, a Oi abrirá o edital de seleção de projetos para o Programa de Incubação de Startups para aporte de até R$ 150 mil para cada projeto selecionado. As inscrições deverão ser feitas pelo site www.oito.net.br até 15 de outubro. O lançamento será transmitido por live no Facebook (www.facebook.com/OiOficial) a partir das 17h.

A Oi é a fundadora do Oito, mas o projeto prevê implementação a partir de modelo de parceria e construção de rede com outras empresas e instituições. As parcerias estratégicas incluem Nokia, IBM, Oracle, Amazon Web Services, CPqD, Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), Senai, escritório Montaury Pimenta, Machado & Vieira Mello, Oi Futuro, Yunus Negócios Sociais Brasil, e Instituto Gênesis da PUC-Rio, que fará a coordenação técnica do Programa de Incubação do Oito.

“O Oito será um hub de inovação que funcionará com parcerias estratégicas, cultivando a vocação do Rio de Janeiro para inovação e economia criativa e marcando um reposicionamento da Oi nesse ecossistema. A decisão da companhia de fazer agora um investimento direto em startups é resultado da experiência que acumulamos com programas de inovação desenvolvidos nos últimos anos e também de uma avaliação do mercado que comprovou a existência da demanda por um projeto como o Oito no Rio de Janeiro. Hoje vemos um ambiente de inovação maduro, tanto na Oi quanto na cidade, para potencializar com nossa iniciativa” diz Carlos Brandão, diretor administrativo e financeiro da Oi.

As soluções e produtos desenvolvidos no Oito terão o suporte da área de inovação da Oi para serem testados e potencialmente adotados pela companhia, tanto para uso interno quanto para se tornarem parte do portfólio de soluções da empresa oferecido ao mercado. A seleção das startups vai priorizar projetos nas áreas de Internet das Coisas, smart cities, serviços de saúde, serviços educacionais, digital advertising e soluções de eficiência e produtividade.