TI na Prática > Estratégia, Rede

O efeito Silvio Santos sobre a arquitetura de TI do Teleton

Ao aparecer com sua risada inconfundível, apresentador faz disparar doações, impactando a infraestrutura tecnológica do evento

01 de Novembro de 2016 - 16h10

Basta Silvio Santos entrar em cena e pedir contribuições durante o Teleton ('maratona' televisiva que tem como objetivo arrecadar fundos para a AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente), que é totalmente possível entender e avaliar como uma infraestrutura tecnológica e um processo de gestão e desenvolvimento sólido fazem diferença no sucesso de um projeto.

Não é difícil entender os efeitos desencadeados na prática. A imagem do apresentador mais querido do Brasil fazia com que o número de acessos online triplicassem e o sistema corria o risco de não suportar e deixar a operação indisponível.

Para se ter uma ideia, em 2009, a média de arrecadações do evento via internet era de aproximadamente R$ 335 mil. Porém, havia um 'déficit': bastava o popular apresentador entrar em cena, que o risco de que o sistema ficasse indisponível aumentava consideravelmente. Com isso, a Instituição perderia a oportunidade de arrecadar mais doações.

Neste cenário surgiu a necessidade de uma solução capaz de aumentar o volume de arrecadação anual, gerar uma base de mantenedores (lead), estabilidade, segurança, confiança, integridade dos dados, além de uma gestão estratégica. Ou seja, adotar uma solução de alta disponibilidade para o gerenciamento de doações online (web+mobile), em tempo real, onde as contribuições sejam realizadas de forma simples, rápida e segura.

A associação contratou a S2IT para um projeto voltado ao desenvolvimento ágil de softwares sob medida, sustentação da operação de TI, consultoria e projetos de infraestrutura tecnológica.

Foram implementadas aplicações web desenvolvidas em Java, ferramentas administrativas para o gerenciamento das doações, um novo site de arrecadações e uma infraestrutura mobile para receber doações via celulares e tablets.

O projeto possibilitou a captação de doações por meio do site, celular e tablet. As cobranças podem ser realizadas por meio de cartões de crédito, débitos online ou boletos bancários, mas a tecnologia não parou por aí. A solução ainda permitiu que os usuários compartilhassem nas redes sociais suas doações, a fim de fomentar mais donativos.

Após um ano de reestruturação, em 2010, a AACD já havia registrado um aumento de 10 vezes o número de arrecadações via internet em relação ao ano anterior. Comparando 2014 ao ano de 2009, o crescimento de arrecadações online foi de aproximadamente 14 vezes, sem interrupções no sistema. Todo gerenciamento das informações foi reestruturado, o controle das arrecadações passou de manual, via planilhas, para informatizado, com atualizações online, em tempo real.

"Nossa meta é garantir 100% de disponibilidade do sistema como temos mantido. É a oportunidade que temos para captar um recurso que faz a total diferença no orçamento ao longo do ano”, comenta Victor Kaspar, gerente de TI da AACD, estimando que, com os recursos adotados, a associação atingiu a marca de 50% dos acessos sendo feitos por dispositivos como tablets e smartphones.

O executivo enfatiza ainda que a atual infraestrutura permite centralizar e consolidar as doações de outros canais (como os telefones 0800 e 0500) em uma única plataforma, gerar logs para controle e auditoria, ter acesso às informações de localidade das doações, além do suporte e monitoramento da solução (5X8, 24X7).

"O modelo anterior gerava estresse na equipe de arrecadações, havia muito retrabalho. Precisávamos de exatidão das informações em tempo real, já que o evento é ao vivo e, a todo momento, torna-se necessário saber se a meta foi atingida e se as arrecadações estão aumentando ou diminuindo", compara Kaspar.

A gestão não é realizada somente para a maratona do Teleton. Durante todo o ano, a S2IT mantém um sistema responsável por gerenciar,dar suporte e melhorar os sistemas de consolidação de atendimentos aos mantenedores da AACD, doadores que contribuem regularmente com um valor específico.

"Já colhemos resultados como: 100% de disponibilidade durante todos esses anos (2010 a 2014), o aumento em mais de 14 vezes nas arrecadações. Já suportamos demandas superiores a dois milhões de hits no dia do evento, além de termos informações em tempo real para tomada de decisões antes, durante e após o evento", finaliza o gerente.