Telecom > Telecom

Número de linhas de telefonia fixa volta a registrar queda em outubro

Quantidade de linhas fixas recuou de mais de 107 mil linhas no mês, na comparação com setembro, quando o total de linhas havia registrado uma redução de 2,69%, de acordo com o a Anatel

05 de Dezembro de 2017 - 11h18

O número de linhas de telefonia fixa no país voltou a registrar queda em outubro. A quantidade de linhas fixas em outubro recuou de mais de 107 mil, na comparação com o mês de setembro, quando o total de linhas havia registrado uma redução de 2,69%. Os dados, divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mostram que, no total, foram registradas menos 107.502 linhas, na comparação com o mês anterior.

Com a redução, passa para 40.998.519 o número de linhas de telefonia fixa em operação no país, sendo 17.165.290 para as autorizadas e 23.833.229 para as concessionárias.

Os números da Anatel, mostram que a redução no número de linhas, nos últimos 12 meses, foi mais acentuada para as concessionárias que registraram menos 1.144.657 linhas. Uma redução de 4,58%, enquanto as empresas autorizadas tiveram queda de 0,22%, com menos 37.197.

Nos últimos 12 meses, no grupo das empresas autorizadas, a maior queda foi no Rio de Janeiro, com menos 76.681 linhas fixas, e o maior crescimento em Minas Gerais, com 51.242 novas linhas fixas.

Já entre as concessionárias em todos os estados houve cancelamento de linhas em relação ao ano passado. Os estados que tiveram as maiores quedas foram São Paulo, que perdeu 324.037 linhas, e Rio de Janeiro, com menos 226.867 linhas de telefonia fixa.