Tecnologias Emergentes > Governo

Novo secretário de Política de Informática diz que manterá agenda digital

Thiago Camargo Lopes garantiu que dará continuidade ao trabalho que está em andamento, como a Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, o Start-Up Brasil e o Plano Nacional de IoT

11 de Outubro de 2017 - 18h33

Ao tomar posse nesta quarta-feira, 11, o novo secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Thiago Camargo Lopes, garantiu que dará continuidade às políticas que estão sendo implantadas pela pasta. “O trabalho já realizado por toda a equipe da Sepin deixou uma avenida aberta. Eu entro com uma estrada pavimentada, o que é muito positivo. A intenção é dar continuidade ao trabalho que está em andamento, como a Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, o Start-Up Brasil e o Plano Nacional de Internet das Coisas.”

Durante a cerimônia de posse, o ministro Gilberto Kassab ressaltou que Thiago Camargo Lopes tem a formação e o perfil técnico adequados para o cargo. “Tenho certeza de que você vai obter excelentes resultados pela sua história e experiência”, declarou o ministro.

Kassab acrescentou que as equipes do MCTIC têm tido uma excelente performance desde a fusão dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e das Comunicações, que resultou em um novo modelo administrativo. “Felizmente deu certo. Uma área ajuda a outra. Mesmo em um momento tão difícil, com a falta de recursos e com a crise política.”

Advogado, o novo titular da Sepin ocupou os cargos de superintendente-executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação e de Planejamento de Goiás e de secretário-executivo do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central. Ele assume o lugar de Maximiliano Martinhão, novo presidente da Telebras. 

Durante a transmissão do cargo, Martinhão explicou como a Sepin está dividida e as atribuições de cada diretoria.  Ele reforçou que a nova configuração do MCTIC ampliou a competência da Secretaria de Política de Informática. “Esse trabalho trouxe notoriedade para o ministério. A gente, hoje, está lidando com os temas da agenda digital de maneira plena, e os ministérios reconhecem esse papel da Sepin.”