Tecnologia > Smartphones

Nokia processa Apple por violar 32 de suas patentes

Companhia finlandesa entrou com ações judiciais contra a fabricante do iPhone na Alemanha e nos EUA. Tecnologias em disputa incluem codec de vídeo H.264

22 de Dezembro de 2016 - 18h37

A Nokia entrou com processos contra a Apple na Alemanha e nos EUA, alegando que a empresa violou 32 das suas patentes, incluindo o codec de vídeo amplamente usado H.264. As ações judiciais, impetradas nos tribunais de Dusseldorf e Munique, na Alemanha, e na corte do Texas, cobrem patentes relacionadas a telas, interfaces de usuário, softwares, antenas, chipsets e codificação de vídeo, afirmou a Nokia nesta semana.

A Nokia está planejando entrar com mais processos em outras jurisdições, revelou a companhia em um comunicado.

As oito patentes incluídas no processo do Texas estão relacionadas ao padrão de vídeo H.264 aprovado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), aponta a ação da Nokia. Um segundo processo no Texas envolve uma variedade de outras tecnologias.

Os produtos da Apple que usam o codec de vídeo H.264 incluem iPhone, iPad, iPod, Apple Watch, Macs e Apple TV, de acordo com a Nokia.

“Apesar de todas as vantagens que foram aproveitadas pela Apple, ela sempre se negou a fazer um acordo com a Nokia para licenciar as patentes do H.264 em termos razoáveis”, afirmaram os advogados da Nokia. “Dezenas de empresas licenciaram as patentes da Nokia para usar em seus produtos. No entanto, a Apple se recusa a pagar à Nokia as taxas estabelecidas de royalties.”

Até o fechamento da reportagem, a Apple não tinha respondido a um pedido de comentário sobre o assunto para a PC World dos EUA.