Tecnologia > Hardware

Ex-CEO da Intel, Paul Otellini morre aos 66 anos nos EUA

Executivo esteve à frente da empresa entre 2005 e 2013. Comunicado da empresa diz que ele morreu enquanto dormia

03 de Outubro de 2017 - 19h54

A Intel anunciou nesta terça-feira, 3, que o seu ex-CEO Paul Otellini faleceu na segunda-feira, 2, enquanto dormia. O executivo tinha 66 anos e deixa a mulher Sandy, com quem era casado há cerca de 30 anos, e os filhos Patrick e Alexis.

Com uma longa carreira na Intel, onde chegou em 1974, Otellini comandou a empresa entre 2005 e 2013, quando se aposentou e foi sucedido pelo atual CEO da empresa, Brian Krzanich. 

Formado em economia e com um MBA na área, Otellini quebrou um padrão da própria empresa quando assumiu o cargo de CEO já que não tinha uma formação em engenharia.

“Ele era a voz incansável do consumidor em um mar de engenheiros, e nos ensinou que vencemos apenas quando colocamos o consumidor em primeiro lugar”, afirmou Krzanich sobre Otellini em um comunicado divulgado pela Intel.

A Intel ainda destaca que, durante os oito anos em que Otellini atuou como CEO, a empresa registrou uma receita maior do que nos 45 anos anteriores.